O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 24 de setembro de 2017

RESULTADOS DA SÉRIE A

Flamengo-RJ
1x1
23/09/2017 19:00
Avaí-SC
Santos-SP
1x0
23/09/2017 21:00
Atlético-PR
São Paulo-SP
1x1
24/09/2017 11:00
Corinthians-SP
Fluminense-RJ
0x1
24/09/2017 16:00
Palmeiras-SP
Coritiba-PR
2x3
24/09/2017 16:00
Botafogo-RJ
Atlético-GO
1x2
24/09/2017 16:00
Cruzeiro-MG
Chapecoense-SC
1x0
24/09/2017 16:00
Ponte Preta-SP
Atlético-MG
1x3
24/09/2017 19:00
Vitória-BA
Bahia-BA
1x0
24/09/2017 19:00
Grêmio-RS
Sport-PE
x
25/09/2017 20:00
Vasco da Gama-RJ

RESULTADOS DA SÉRIE C

Sampaio Corrêa-MA
1x1
23/09/2017 16:30
Volta Redonda-RJ
Tupi-MG
1x0
23/09/2017 20:30
Fortaleza-CE
São Bento-SP
0x0
24/09/2017 19:00
Confiança-SE
CSA-AL
x
25/09/2017 20:30
Tombense-MG

FILHA GATA DE TAFFAREL, CATHERINE TAFFAREL POSA DE BIQUÍNI E ARRANCA ELOGIOS NA WEB

Extra

Catherine Taffarel continua fazendo sucesso nas redes sociais. A filha do goleiro Taffarel posou com um biquíni cheio de recortes e postou a foto em seu perfil no Instagram. Bastou para a loira receber uma enxurrada de elogios.
“Top model”, “Deusa magrela”, “Gata demais”, “Exuberante, escultural, linda”, “Muito gata e dona de uma simpatia ímpar” foram alguns dos comentários recebidos pela moça.
Catherine Taffarel arranca elogios com fotos na web
Catherine Taffarel arranca elogios com fotos na web Foto: reprodução/instagram
Catherine tem 23 anos e trabalha como advogada num escritório no Sul do Brasil. No momento, a filha do atual técnico de goleiros da seleção brasileira está de férias.

Duelo contra o Coritiba é primeiro passo na recuperação do Botafogo após eliminação

Derrota contra o Grêmio pode começar a ser superada hoje
Augusto Decker

O ano de 2017 teve uma influência tão pesada da Libertadores que é difícil listar os setores do clube que são afetados pela eliminação. Eles incluem elenco, torcida, finanças e muitos outros. A partida de hoje, às 16h, contra o Coritiba, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro, será a primeira chance de o Alvinegro mostrar que pode deixar a derrota de quarta-feira para trás.
O time já demonstrou que agora pensa só no Brasileiro e em permanecer na zona de classificação, ou subir, sempre dentro dela.
— Estamos pensando em voltar à Libertadores ano que vem — afirmou o zagueiro Carli, capitão da equipe. — Qualquer time grande tem obrigação de fazer uma boa campanha, e nós temos a obrigação de brigar por essa vaga.
A partida de hoje se assemelha à contra o Bahia, há três rodadas. Foi no fim de agosto, logo após o Alvinegro ser eliminado pelo Flamengo na Copa do Brasil. Jogando fora de casa, como hoje, o Botafogo foi bem e venceu com tranquilidade. Ficou visível que um peso nas costas do elenco desapareceu.
A área de marketing do clube também se prepara para evitar um êxodo dos sócios-torcedores, que já chegaram a 36 mil e cujo maior motor de crescimento foi justamente a campanha na Libertadores. A estratégia é parecida com a do elenco: tentar mostrar o valor que tem o Campeonato Brasileiro e uma classificação para a Libertadores do ano que vem. O departamento já prepara ações com esse intuito para sócios e torcedores em geral.
Quanto à torcida, a reação, a princípio, foi boa. Resta saber se continuarão apoiando o clube indo ao estádio e pagando as mensalidades de sócio-torcedor.

Escudero reconquista espaço como peça moldada por Zé Ricardo no quebra-cabeça do Vasco

Bernardo Mello

Os últimos dois jogos resgataram em Escudero uma sensação que parecia perdida no começo da temporada: a de ser titular. O argentino começou fevereiro como primeira opção de Cristóvão, treinador do Vasco à época. Após iniciar três partidas, acabou relegado ao banco e de lá pouco saiu. Isso até chegar Zé Ricardo, que pode reeditar na segunda-feira a melhor sequência de Escudero no Cruz-maltino, caso decida mantê-lo na formação contra o Sport, na Ilha do Retiro.
A rigor, Escudero só foi titular com o novo treinador na vitória sobre o Grêmio. Contra o Corinthians, porém, entrou em campo logo aos 15 minutos de jogo após lesão de Gilberto. Ou seja, é como se não tivesse saído do time. E Zé Ricardo mostrou que o argentino está cotado para atuar contra o Sport. No treino de sexta, ele foi testado ao lado do volante Wellington - Jean também briga por esta vaga.
Outra opção para Escudero seria atuar mais adiantado, em sua posição de origem, no lugar do meia Wagner, vetado por problema muscular. Guilherme e Yago Pikachu, porém, levam ligeira vantagem. No quebra-cabeça montado por Zé Ricardo, o lugar de Escudero é próximo à zaga, auxiliando a saída de bola. O próprio treinador já indicou, em entrevistas, que vem moldando alguns jogadores para que o time ganhe seu estilo.
- A transformação não é da noite para o dia. A responsabilidade da evolução é dos atletas - disse Zé na sexta.
Para consolidar sua nova fase pelo Vasco, Escudero precisa se mostrar útil na distribuição de jogo. Contra Grêmio e Corinthians, ele esteve entre os cinco que mais acertaram passes - e não errou nenhum diante dos gaúchos. Por outro lado, esteve entre os jogadores que mais foram desarmados nos dois jogos: quatro vezes contra o Grêmio, cinco diante do Corinthians. Com Zé Ricardo, Escudero ganha espaço para participar do jogo. Só não pode querer ser o dono da bola

‘Ceifada’ pop: Dourado ganha popularidade com torcida do Flu, lidera venda de camisas e vira marca de produtos

Dourado ganha status de ídolo no Flu
Rafael Oliveira

O vazio deixado por Fred parece nem mais existir. Se, em campo, o Fluminense encontrou em Henrique Dourado o substituto ideal, fora dele não é diferente. A “ceifada”, gesto com o qual comemora os gols, conquistou arquibancadas e virou marca. De volta ao time, às 16h, contra o Palmeiras, o atacante caminha para entrar na galeria de ídolos tricolores.
- Para mim é bastante gratificante atingir esse status em relação às vendas, curioso talvez, mas longe de me considerar um ídolo do Fluminense. Já falei em outras oportunidades e repito agora, meu objetivo é sempre ajudar meu time, meus companheiros, até porque, o trabalho do centroavante aparece, quando o coletivo também funciona e. por isso, agradeço sempre a todos - disse o Ceifador.
A empatia que o camisa 9 conquistou no público já pode ser medida. Hoje, ele é o jogador que mais vende camisas. De acordo com levantamento da Meltex Franchising, administradora das lojas oficiais do Fluminense, 60% das peças personalizadas levam o nome Henrique Dourado. O restante varia entre Wellington Silva e Gustavo Scarpa, que até o primeiro semestre liderava este ranking.
- Sou o mesmo Henrique dentro e fora de campo, me entrego ao máximo quando estou jogando, luto por cada espaço e procuro manter sempre boas relações quando estou com a família, amigos, torcedores, que são os principais responsáveis por esse momento. Claro que é muito bacana ver a criançada brincando com a ceifada, adultos procurando para uma foto, uma mensagem de carinho, ter meu rosto nos copos, capas de celulares. Não vou esconder que é algo especial. Agora, repito, quero seguir dando alegrias para o Fluminense no que estiver ao meu alcance, fazendo gols, buscando títulos e colaborando com o clube - destacou o camisa 9.
A forte identificação do público com o atacante chamou a atenção do Tricolor. Dois produtos foram lançados pelo departamento de marketing. Um deles é o copo com sua caricatura, lançado no jogo contra a LDU, no Maracanã, e esgotado antes do início da partida. Diante do sucesso, o Fluminense encomendou nova leva para ser comercializada também nas lojas oficiais. De acordo com o clube, as capas de celular do Ceifador também são um sucesso entre a torcida.
Dourado é um dos mais assediados nos aeroportos
Dourado é um dos mais assediados nos aeroportos Foto: Nelson Perez / Fluminense FC / 16.05.17
O Fluminense ainda prepara uma linha infantil de produtos vinculados à imagem do novo xodó. A ideia surgiu após o clube identificar que Dourado tem forte aceitação entre as crianças.
— O Dourado encarnou o espírito guerreiro da torcida. É um processo de idolatria que vem ao longo do tempo. Porque, além dos gols, tem o lado humano. A visita que ele fez ao menino com câncer (Daniel, de 5 anos, registrada em vídeo publicado nas redes sociais do jogador na última semana) mostra bem isso — justifica Idel Halfen, vice de marketing do Tricolor.

sábado, 23 de setembro de 2017

CONSEGUIU

Fim do martírio! Depois de oito anos, Fortaleza passa pelo Tupi e está de volta à Série BGalo Carijó pressiona, carimba trave, perde gol feito, abre placar no fim e pressiona até o último minuto, mas é o Leão do Pici quem sorri no fim, mesmo com a derrota por 1 a 0

Poupando titulares para a final, Flamengo fica no empate contra o Avaí

Na Ilha do Urubu, o Flamengo recebeu o Avaí com um time alternativo e ficou no empate por 1 a 1. Rodinei fez para os donos da casa, enquanto Pedro Castro marcou para a equipe catarinense. Time carioca perdeu a chance de entrar no G-4 do Brasileirão. 
Com o apoio dos torcedores, o Flamengo começou imprimindo um ritmo muito forte e logo no primeiro minuto Everton Ribeiro assustou de fora da área. O Avaí respondeu pelo alto e na segunda bola cruzada na área rubro-negra, ninguém da zaga afastou e Pedro Castro abriu o placar para os visitantes. 
O Rubro-Negro continuou pressionando para empatar, e Matheus Savio e Lucas Paquetá levaram perigo ao gol defendido por Douglas. A zaga do Flamengo estava perdida no primeiro tempo. Primeiro Márcio Araújo se enrolou e deixou Pedro Castro na cara do gol, mas Diego Alves fez um milagre. A outra falha foi de Vaz, que após furar, viu Joel finalizar com perigo. 
Os catarinenses começaram a apostar nos contra-ataques, enquanto o Fla tinha dificuldades para acertar o último passe.  Na volta para o segundo tempo, o Flamengo continuou pressionando e Douglas teve muito trabalho.
Primeiro o camisa 22 do Avaí evitou o gol de Renê e depois o de Everton Ribeiro. Com os visitantes totalmente recuados, a torcida foi perdendo a paciência na Ilha do Urubu e Márcio Araújo e Gabriel foram alvos de muitas vaias. 
Nos 15 minutos finais, o Flamengo se lançou para o ataque e após tanto insistir conseguiu um gol. Um gol não, um golaço! No rebote do escanteio, Rodinei limpou da entrada da área e soltou uma bomba sem chance alguma para Douglas fazer a defesa. Com o placar empatado, o jogo ficou aberto e o Avaí tinha oportunidades nos contra-ataques, mas parava em atuação sólida de Rhodolfo. 
Com Vinicius Jr, o Flamengo apostava nas jogadas de velocidade e no um contra um. Diego Alves praticamente não trabalhou durante toda a etapa e aos 43 minutos do segundo tempo o camisa 1 do Rubro—Negro fez a primeira defesa após um chute forte de Capa de fora da área. 
Nos minutos finais, o time da casa deixava muitos espaços e Williams disparou sozinho e só não fez o segundo para o Avaí porque Diego Alves estava atento e fez outra intervenção. Felipe Vizeu ainda teve a última bola do jogo, mas cara a cara com o goleiro, o camisa 47 errou a cabeçada e mandou por cima. 

Tricampeã brasileira de atletismo morre em acidente de carro no Paraná

Ex-atleta da seleção brasileira de atletismo, Elizete Gomes da Silva morreu na tarde desta sexta-feira em um acidente automobilístico na rodovia PR-445, próximo ao distrito de Irerê, em Londrina, no norte do estado do Paraná.
O carro que ela estava se envolveu em uma batida com outro carro e um caminhão, sendo que outras três pessoas também morreram.
Elizete já estava aposentada do esporte desde 2009 e tinha 46 anos de idade. Sua especialidade no atletismo era o heptatlo, onde foi tricampeã Brasileira e Sul-Americana, além de conquistar a sexta colocação nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.
 
De acordo com a PRE (Polícia Rodoviária Estadual), a ex-atleta e as outras três vítimas estavam em um veículo com placas de Cambé, também no norte do Paraná.
Carro onde estava Elizete colidiu contra um caminhão. Ela e outras três pessoas morreram
O IML (Instituto Médico Legal) de Londrina fez o reconhecimento de duas das outras três vítimas e divulgou suas identidades: Giselda Gomes da Silva, de 51 anos, e Clair Faustina Santos Soares, de 56.
Ainda segundo as autoridades que avaliam o caso, um motociclista que tentava uma ultrapassagem recuou, fazendo com que o caminhão tentasse desviar de um veículo que estava à sua frente para não bater, mas acabou colidindo de frente com o carro ocupado pelas vítimas, que vinha no sentido contrário.
Mais tragédias no atletismo
O atleta russo de marcha atlética, Nikolay Ivanov , de apenas 23 anos, foi assassinado a facadas enquanto tentava socorrer uma mulher em uma rua de Moscou, capital da Rússia.
O crime covarde ocorreu na noite da última sexta-feira. Ivanov chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu à facada. O suspeito, nascido na Chechênia, foi detido pela polícia. Ele teria admitido que cometeu o crime.
No mês passado, David Torrence, que disputou a competição de atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016,  morreu aos 31 anos de idade - ele foi finalista na prova dos 5.000 metros. 
O corpo do atleta foi encontrado na piscina de um condomínio na cidade de Scottsdale, no estado norte-americano do Arizona. A confirmação da morte foi feita pelo sargento do departamento de polícia local.

Fonte: IG

Internacional vence e retoma liderança da Série B antes de ‘final’

O Inter não se intimidou com a vitória do América-MG na terça-feira e fez sua parte na tarde desse sábado. Mesmo fora de casa, contra o Náutico, em Caruaru, cidade do interior pernambucano, o Colorado venceu por 1 a 0 graça a gol de cabeça de Leandro Damião e retomou a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. 
Agora a expectativa é grande pelo confronto da próxima quarta, no Beira-Rio. Inter e Coelho entrarão em campo pela 26ª rodada com os mesmos 48 pontos (os gaúchos levam vantagem por ter uma vitória a mais: 14 a 13).
Para muitos é a decisão antecipada do título. Já o Timbu segue seu calvário. O novo revés deixou a equipe com 20 pontos, na penúltima colocação, a caminho de mais um rebaixamento.
Apesar do placar magro, o Inter sobrou na tarde desse sábado. Depois de ter de trocar a camisa branca pela tradicional toda vermelha, já que o Náutico vestia vermelho e branco listrado, os visitantes ignoraram o fato de estarem longe de casa.
Edenílson e Leandro Damião deram os primeiros sustos no goleiro Jefferson. Na sequência, Cuesta acertou a trave. Tudo isso antes dos 10 minutos de jogo. O gol parecia questão de tempo, mas, o tempo foi passando e nada da bola entrar.
Danilo Fernandes foi exigido apenas uma vez durante toda a primeira etapa e não teve dificuldade para evitar o gol de Diego Miranda. De resto, só deu Inter. Mesmo assim, as equipes foram para o vestiário com o placar zerado.
Em compensação, no primeiro lance mais incisivo do segundo tempo, o Inter foi fatal. Edenilson levantou a bola na medida, entro os zagueiros. Leandro Damião pulou mais alto que todo mundo e testou a bola para o fundo do gol.
Sem D’Alessandro, o Colorado acabou sentindo falta de criatividade no seu meio de campo. O gramado ruim e a iluminação precária também contribuíram para um futebol fraco dos dois times.
Pottker, Damião e Edenílson ainda tiveram chances para ampliar a vantagem meio que na base da marra, mas acabaram concluindo mal. O Náutico mais uma vez foi inofensivo, não teve forças para sequer impor uma pressão nos minutos finais.
Assim, foi só esperar o apito final. Apesar do desempenho ruim, vitória importante para colocar o Inter novamente na ponta da Série B uma rodada antes da ‘decisão’ contra o vice-líder América-MG

Fonte: Yahoo