Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Carrasco e emergentes: Delta conhece rivais da 3ª etapa do Super Sevens Com SPAC (SP), USP (SP) e Toledo (PR), time do Piauí tenta pontuar e ficar entre os quatro no Brasileirão feminino. Na 7ª posição, piauienses miram título em Curitiba

Por Teresina
A equipe feminina do Delta Rugby se prepara para mais uma etapa do Super Sevens que será disputada em Curitiba, no Paraná, no sábado e domingo. A terceira etapa é a penúltima do calendário nacional, e o time comandado pelo técnico Carlos Marvel contará com 12 atletas na tentativa de dar uma guinada na tabela geral de classificação. Na sétima colocação com 16 pontos, o time do Piauí caiu no grupo D e vai encarar SPAC (SP), USP (SP) e Toledo (PR).  
Na primeira etapa, Delta Rugby ficou em nono, conquistando a taça bronze após bater o BH Rugby por 19 a 12, em São José dos campos, no interior paulista. Na segunda etapa, o time melhorou o desempenho ficando em quinto, conquistando a taça prata ao bater, por 10 a 5, o Band Saracens, no clube do Palmeiras, em São Paulo. 
Delta Rugby super sevens 2016 (Foto: Ananda Omati)Time piauiense está no grupo D e enfrenta carrasco SPAC (SP) invicto desde 2015 (Foto: Ananda Omati)
- Estamos bem focados para essa etapa e queremos muito o ouro. Precisamos somar os 25 pontos e continuar vivos na competição, tentando ficar entre as quatro melhores equipes do nacional - analisou Carlos Marvel, treinador do Delta Rugby. 
O resultados em campo dão sinais do nível de comprometimento das jogadoras do Piauí com o Delta. Segundo o treinador Carlos Marvel, isso é reflexo da força e do espírito no qual as jogadoras têm encarado cada partida. O time percorre inúmeros quilômetros com viagens, o que gera um desgaste. Essas dificuldades acabam por transformar em força e objetividade os ideais do Delta Rugby. 
Próximos na tabela, Toledo (PR) e USP (SP), 12º e 13º colocados, respectivamente, tentam aumentar suas pontuações na competição, mas o grupo paulista não foi bem nas duas primeiras etapas do Super Sevens, enquanto o paranaense pode dar um pouco de trabalho ao sonho do Delta de ficar entre as três melhores da etapa. 
Delta Rugby super sevens 2016 (Foto: Arquivo Pessoal)Segundo Carlos Marvel, a expectativa é melhorar o desempenho do Delta Rugby e colocar time entre as quatro melhores do Rugby nacional. O Super Sevens, terceira etapa, em Curitiba promete confrontos delicados (Foto: Arquivo Pessoal)
O SPAC (SP) é o time a ser batido na primeira fase. O histórico no duelo com o clube paulista não carrega boas lembranças para as piauienses. Desde 2015, o Delta não vence as adversárias. A última derrota foi na disputa da taça ouro, na segunda etapa, quando o time perdeu por 12 a 10. 
De acordo com Carlos Marvel, somente na terça o elenco conseguiu partes das passagens aéreas e, por conta disso, algumas jogadoras devem chegar apenas duas horas antes da primeira partida. Este fato pode se tornar um ponto negativo da equipe por conta do desgaste sofrido nas viagens. 
Fase de grupos da 3ª etapa do Super Sevens 2016: 
Grupo A: Niterói (RJ), Vitória (ES), Charrua (RS) e Rio Rugby (RJ)
Grupo B: São José (SP), Desterro (SC), BH Rugby (MG) e Centauros (RS) 
Grupo C: Curitiba (PR), Band Saracens (SP), Melina (MT) e Maringá (PR) 
Grupo D: SPAC (SP), Delta (PI), USP (SP) e Toledo (PR) 
Postar um comentário