Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Equipe do SporTV se emociona com o carinho dos colombianos em cortejo Livia Laranjeira e o Fabricio Crepaldi recebem manifestações de carinho da população de Medellín enquanto acompanham a saída das vítimas do Instituto Médico Legal

Por Medellín, Colõmbia

Enquanto acompanhava a saída dos carros do Instituto Médico Legal de Medellín para a base aérea de RioNegro, com os corpos das vítimas do acidente com o avião que levava a Chapecoense para a Colômbia, a equipe do SporTV foi consolada pelos colombianos que foram ao local prestar as últimas homenagens aos brasileiros. Imagens do "Seleção SporTV" mostram a repórter Livia Laranjeira e o produtor Fabricio Crepaldi emocionados com as manifestações de carinho (assista ao vídeo).
Fabricio Crepald postou, em uma rede social, que um taxista de Medellín não cobrou uma corrida ao IML quando soube que os seus clientes eram brasileiros que estavam no local para cobrir o acidente aéreo. O produtor disse ainda que motorista ofereceu o retorno também sem custo. 
- Taxista não cobrou a corrida quando viu que éramos brasileiros indo para o IML e ofereceu a volta de graça. O povo colombiano é inacreditável.
Livia Laranjeira e Fabricio Crepaldi recebem o carinho do povo colombiano  (Foto: Reprodução SporTV)Livia Laranjeira e Fabricio Crepaldi recebem o carinho do povo colombiano (Foto: Reprodução SporTV)
As manifestações de solidariedade dos colombianos com os brasileiros iniciaram, na madrugada de segunda para terça, no resgate aos seis sobrevivente e vítimas do avião que levava a Chapecoense para Medellín, cidade que receberia o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, cerca de 52 mil torcedores do clube colombiano lotaram o estádio Atanasio Girardot, no mesmo horário em que o duelo seria realizado, para lembrar os envolvidos. Em toda a arquibancada, o grito ecoou por diversas vezes: "Vamos, vamos, Chape". No fim, uma chuva de flores jogadas ao gramado pelos torcedores.
Postar um comentário