Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 25 de dezembro de 2016

Rodrigo Caio aprova reforços, elogia Cícero e pede São Paulo guerreiro Zagueiro entende que chegadas de Sidão, Wellington Nem e Neilton são importantes para o Tricolor voltar a brigar por títulos na próxima temporada

Por Dracena, SP
Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, Férias em Dracena (Foto: Ronaldo Nascimento / GloboEsporte.com)Rodrigo Caio aprova contratações do São Paulo (Foto: Ronaldo Nascimento / GloboEsporte.com)
O zagueiro Rodrigo Caio aprovou as primeiras contratações do São Paulo para o próximo ano – o goleiro Sidão e os atacantes Wellington Nem e Neilton. O defensor de 23 anos acredita que os três reforços vão ajudar o Tricolor a brigar por títulos nos quatro campeonatos que disputará em 2017 (Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana). 
– Joguei contra o Sidão, quando ele estava no Audax, e acredito que ele tem algumas características que podem nos ajudar demais. Acho que a competitividade entre ele, o Denis e o Renan Ribeiro vai fazer muito bem para os três. O Wellington Nem é um atacante muito rápido e com faro de gol, algo que vamos precisar muito. Gostei das primeiras contratações e entendo que vamos ter um time muito forte – analisou o zagueiro do São Paulo. 
Rodrigo Caio também vê com bons olhos a chegada de Cícero, mas ressalta que não gostaria de perder Wellington, atleta com quem jogou nas categorias de base do São Paulo e que está de férias nos Estados Unidos. A hipótese de uma troca por empréstimo entre os dois jogadores é bem-vista no clube, no entanto, o zagueiro prefere contar com os dois no ano que vem. O São Paulo tenta uma composição financeira com o Flu para chegar a um acerto. 
– Joguei com o Cícero em 2012. É um excelente jogador, com uma versatilidade incrível e muito bom na bola aérea. Se vier, vai acrescentar muito com a sua qualidade técnica. A questão do Wellington é complicada, sou muito amigo dele e não gostaria de vê-lo sair. Ainda não conversei com ele sobre isso, mas queria muito que ele ficasse. A minha vontade é que o Cícero venha e que o Wellington fique com a gente. 
Acho que a Taça Libertadores foi uma ilusão e isso acabou pesando no restante do ano
Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo
Ao analisar o desempenho do Tricolor na última temporada, o jogador entende que o time deixou a desejar e precisa voltar a ser protagonista. 
– Ficamos muito distantes do que gostaríamos, principalmente pelo tamanho do São Paulo. Acho que a Taça Libertadores (o time chegou até as semifinais) foi uma ilusão, e isso acabou pesando no restante do ano. Corremos riscos na reta final do Campeonato Brasileiro, precisando vencer jogos importantes e sofrendo na parte de baixo da tabela. Acho que com os jogadores que estão chegando, juntamente com o elenco que já temos, poderemos formar um grupo forte e capaz de brigar por títulos. Precisamos voltar a ser guerreiros.
Descanso merecido
Natural de Dracena, no interior de São Paulo, Rodrigo Caio aproveita o período de férias para recarregar as energias ao lado da família e dos amigos de infância. Segundo o zagueiro, a casa dos pais é o lugar onde consegue colocar a cabeça no lugar e planejar o futuro. 
– Não via a hora de vir para cá (Dracena). É uma tranquilidade única e um momento especial para relaxar. Quando não estou na cidade, vou para o nosso sítio e aproveito para fazer tudo que não faço o ano inteiro. Jogo bola, pesco e saboreio um delicioso churrasco preparado pelo meu pai. Sem contar que brinco com os meus cachorros, curto uma piscina e dou muitas risadas. 
Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, Férias em Dracena (Foto: Ronaldo Nascimento / GloboEsporte.com)Rodrigo Caio ao lado do irmão e dos pais no interior de São Paulo (Foto: Ronaldo Nascimento / GloboEsporte.com)
Postar um comentário