Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Às moscas, Audax faz 4 a 2 no São Paulo e impõe primeira derrota de Ceni

José Victor Ligero BarueriSP

Contra o Audax, Rogério Ceni amargou sua primeira derrota como técnico do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)
Contra o Audax, Rogério Ceni amargou sua primeira derrota como técnico do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)
O clima na Arena Barueri não traduziu a importância da partida, a primeira de Rogério Ceni em solo brasileiro como técnico. Diante de meros 2.219 espectadores, o São Paulo acabou derrotado por 4 a 2 neste domingo em sua estreia no Campeonato Paulista para o Grêmio Osasco Audax, atual vice-campeão do torneio, que impôs o primeiro revés do ex-goleiro em sua nova função.
Com sua tradicional posse de bola, o Audax abriu 2 a 0 em nove minutos de jogo, aproveitando-se das falhas da defesa do Tricolor, que buscou o empate no final do primeiro tempo graças ao atacante Andres Chavez.
Na etapa final, o time de Rogério Ceni errou muitos passes, pecou na organização e sofreu mais dois gols do time osasquense, que começa o Paulista mostrando que pode repetir ou melhorar a campanha do ano passado, quando já havia goleado o São Paulo por 4 a 1 nas quartas de final.
As arquibancadas vazias foram um reflexo da política de preços de ingressos adotada pelo presidente do Audax Vampeta. O ex-jogador do Corinthians vendeu entradas a partir de R$ 100. Havia setores destinados à torcida visitante custando R$ 140. Foi o que motivou o boicote bem-sucedido dos tricolores.
Pelo Estadual, o Tricolor volta a campo no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), quando enfrenta a Ponte Preta no primeiro jogo de Rogério Ceni como técnico no Morumbi. Antes, porém, encara o Moto Club no Maranhão, pela primeira fase da Copa do Brasil, na quinta-feira, às 21h30. O Audax tem programação parecida: na quarta, às 20h30, recebe o América-RN em Osasco pelo torneio nacional, enquanto visita o Linense às 17 horas no sábado, pela segunda rodada do Paulistão.
O jogo – O São Paulo começou melhor e teve a primeira oportunidade da partida, com Luiz Araújo, que passou pelo marcador na esquerda e obrigou Felipe Alves a fazer grande defesa. No entanto, com a sua famosa troca de passes, o Audax inaugurou o marcador em sua primeira descida ao ataque.
Aos cinco minutos, após Douglas e Buffarini se atrapalharem ao tentar afastar uma bola, Marquinho pegou a sobra na direita e chutou no ângulo de Sidão. Completamente desorganizado defensivamente, o Tricolor levou o segundo gol após linda tabela do Audax, que contou com dois passes de calcanhar pela direita, terminando na finalização perfeita de Pedro Carmona.
Perdidos em campo, os são-paulinos só corriam atrás da bola, tocada de pé em pé pelos jogadores do Audax. A situação piorou quando Wellington Nem sentiu a coxa e teve de ser substituído por Cícero. Com a mudança forçada, o meio-campo tricolor melhorou em termos de posicionamento e criação.
Tanto que aos 29 minutos Rogério Ceni pôde comemorar o primeiro gol de seus comandados no ano: Cueva deu lindo passe rasteiro, a bola passou entre os zagueiros, e encontrou Chavez livre, na cara do gol. O argentino tocou na saída do goleiro e diminuiu para o Tricolor, que não demorou a empatar.
Sete minutos depois, Rodrigo Caio avançou com liberdade pelo meio e tocou para Chavez na ponta esquerda. O camisa 9 bateu no canto, sem chances para Felipe Alves. O São Paulo terminou melhor o primeiro tempo e só não foi ao vestiário em vantagem porque a cobrança de falta de Cueva explodiu no travessão.
Embalado pelo fim da etapa inicial, o São Paulo voltou melhor para os últimos 45 minutos. Pressionando a saída do Audax, Thiago Mendes roubou a bola e tocou para Chavez. Livre, o atacante teve o chute interceptado pelo carrinho do marcador. O castigo pelo gol perdido veio logo depois.
Aos nove minutos, o zagueiro Felipe Rodrigues ganhou de Bruno no alto, após cobrança de escanteio, e testou no canto direito de Sidão, marcando o terceiro do time de Osasco.
Na busca pelo empate, o Tricolor se lançou à frente e deu espaço para os contra-ataques. Em um deles, Gabriel Leite sofreu pênalti cometido por Buffarini. Na cobrança, Pedro Carmona bateu no canto esquerdo de Sidão, deslocando o goleiro são-paulino.
FICHA TÉCNICAAUDAX 4 X 2 SÃO PAULO
Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 5 de fevereiro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro e Gustavo Rodrigues Oliveira (ambos de SP)
Público: 2.219 pagantes
Renda: 
R$ 102.288,00
Cartão Amarelo: 
Rodrigo Caio (São Paulo); Pedro Carmona e André Castro (Audax)
GOLS:
AUDAX: Marquinho, aos 5 minutos do primeiro tempo; Pedro Carmona, aos 9 minutos do primeiro tempo, e aos 29 minutos do segundo tempo; Felipe Rodrigues, aos 9 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Andres Chavez, aos 29 e 36 minutos do primeiro tempo
AUDAX: Felipe Alves; Felipe Rodrigues, André Castro e Betinho; Léo Artur e Pedro Carmona, Danielzinho e Marquinho; Hugo, Denilson e Ytalo
Técnico: Fernando Diniz

SÃO PAULO: Sidão; Bruno, Maicon, Douglas (João Schmidt) e Buffarini; Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Cueva; Wellington Nem (Cícero), Luiz Araújo e Andres Chavez (Gilberto)
Técnico: Rogério Ceni
Postar um comentário