Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Irã barra lutadores dos EUA que disputariam Mundial por causa de Trump

Gazeta Esportiva

A delegação norte-americana de luta olímpica foi barrada de entrar no Irã para a disputa do Mundial da modalidade, que acontece entre os dias 16 e 17 de fevereiro. A medida adotada pelo país sede da competição se deve ao decreto assinado por Donald Trump, que impede a entrada de iranianos e pessoas de outros seis países de origem muçulmana nos EUA.
Seleção norte-americana de luta olímpica vive impasse sobre participação no Mundial da modalidade (Foto: USA Wrestling)
Seleção norte-americana de luta olímpica vive impasse sobre participação no Mundial da modalidade (Foto: USA Wrestling)
Bahram Qasemi, porta-voz do Ministro de Relações Exteriores do Irã, confirmou o ocorrido. A Agência de Notícias da República Islâmica (Irna) confirmou que os lutadores norte-americanos foram barrados por conta das medidas protecionistas de Trump.
“A cooperação entre as federações americana e iraniana se tornaram uma referência para nosso esporte. Competidores destas nações sempre demonstraram o mais alto nível de esportividade e a interação capturada em fotos se tornaram sinônimo de habilidade de nosso esporte em transcender a política”, disse a União Mundial de Luta através de um comunicado.
A federação americana de luta olímpica (USA Wrestling) espera o posicionamento da União Mundial de Luta, confiante de que, no fim, poderão entrar no Irã e disputar o Mundial da modalidade. A delegação dos EUA é composta por 13 atletas.
Postar um comentário