Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 18 de março de 2017

Único técnico a não cair, Tonet revela segredo: "O trabalho extracampo" Parnahyba preserva treinador no cargo, e gaúcho segue otimista com longevidade no Tubarão à beira da conquista do 1º turno do estadual: "Uma hora vai dar certo"

Por Teresina
Fernando Tonet (Foto: Renan Morais)Gaúcho Fernando Tonet é único técnico a não ser demitido no Campeonato Piauiense 2017 (Foto: Renan Morais)
Dos sete clubes na luta pela título do Campeonato Piauiense, apenas um tem mantido em segurança o seu técnico. Regente do Parnahyba desde o ano passado, Fernando Tonet segue tranquilo no cargo - realidade cada vez mais rara no futebol local. À revelia dos críticos mais ferrenhos, o treinador gaúcho respirou ainda mais aliviado após a classificação azulina à semifinal do primeiro turno. O segredo para se manter tanto tempo na posição, segundo ele, tem direta relação com o trabalho feito fora de campo, sobretudo no momento mais delicado da temporada. O Tubarão se prepara para o duelo único com o Flamengo-PI, às 17h de sábado, no estádio Pedro Alelaf, em Teresina. Quem passar disputa a Taça Estado do Piauí.
- O que me mantém tanto tempo no cargo é o trabalho extracampo e dentro dele também, o que os jogadores gostam bastante. Eles gostam a forma como eu os trato, cobro, que é igual para todos. Eu não repito treino, todo dia é um trabalho diferente – defendeu o treinador.
A segunda passagem de Fernando Tonet no Parnahyba começou bem antes da rodada de abertura do Piauiense deste ano. O treinador guia a Tubarão desde o empate em 2 a 2 com o Guarani, pela 3ª rodada da fase de grupos da Série D 2016, feito obtido em Juazeiro, no Ceará. Desde então, o treinador esteve direta e indiretamente, ao longo de 264 dias, à frente do Tubarão – contando o intervalo no fim do ano passado, quando o clube não disputou nenhum torneio.
Fernando Tonet Parnahyba (Foto: Didupaparazzo )Fernando Tonet Parnahyba (Foto: Didupaparazzo )
Na atual temporada, o Tubarão acumulou 10 pontos em seis jogos disputados. O postulante ao título perdeu em apenas duas ocasiões: 1 a 0 para o 4 de Julho, na 2ª rodada, e 2 a 0 para o River-PI, na 6ª. Apesar dos tropeços ao longo do primeiro turno, o clube do litoral conseguiu se firmar na terceira posição e se classificar à semifinal. A diretoria nega que a classificação tenha dado sobrevida a Fernando no cargo.
- Independia disso. A gente sabe o trabalho que está sendo executado. É lógico que a cobrança seria grande se a gente perdesse o jogo para o Flamengo-PI. Existe a situação de torcida, conselho, imprensa. Não dá para culpar treinador. Nós temos um grupo de jogadores limitado, e acho as outras três equipes mais fortes. Apesar disso, o Parnahyba luta muito. Não vejo só a importância da comissão técnica, mas do elenco também – frisou o presidente Batista Filho.
Entrevista com Fernando Tonet, técnico do Parnahyba:
Fernando Tonet (Foto: Renan Morais)Fernando Tonet (Foto: Renan Morais)
QUAL O SEGREDO PARA SE MANTER TANTO TEMPO?
- A maneira que eu trabalho extracampo. Não é a parte técnica. A filosofia de trabalho, respeitando a opinião dos outros, levando sempre em consideração com o que o clube passa, me adequando ao clube. Não bato de frente com diretor algum por conta de estrutura, aceito as condições tentando fazer o melhor com o que tem. Só fui dispensado uma vez na carreira. Na maioria dos clubes eu cumpro o contrato até o fim. Posso não ter sido campeão, mas sempre chegamos. Uma hora vai dar certo. Uma hora vamos ganhar o título.
A única coisa que me deixa um pouco chateado é a cobrança muito exagerada por resultado. É claro que temos que ganhar todos os jogos. Mas qual clube ganha todos? 
Fernando Tonet,
técnico do Parnahyba
SENTE APOIO DENTRO DO CLUBE?
- Nem apoio, nem falta dele. A única coisa que me deixa um pouco chateado é a cobrança muito exagerada por resultado. É claro que temos que ganhar todos os jogos. Mas qual clube ganha todos? É só isso. Acho que a cobrança acaba sendo exagerada. Sei que faz parte do negócio, não estou reclamando. Nosso relacionamento (diretoria e técnico) é muito bom.
A TORCIDA TEM SIDO COMPREENSIVA?
- Compreensiva quando ganha (risos). Quando perde sempre tem questionamento. Torcedor tem que ser tratado como torcedor. Não posso trata-lo como profissional do esporte. Não preciso concordar, mas tento compreender o que passa na cabeça dele.
Fernando Tonet (Foto: Renan Morais)Fernando Tonet (Foto: Renan Morais)
QUAL A MAIOR DIFICULDADE?
- Maior dificuldade é financeira. Às vezes fica faltando condição para fazer algo porque o clube tem poucos patrocinadores. Então temos que nos adaptar ao que tem. Temos que montar uma estratégia para montar o melhor nessa dificuldade.
- Se eu preciso de 10 bolas para realizar o treino e só tenho oito, vou tentar fazer o melhor com aquelas oito. A dificuldade financeira atrapalha um pouco. Não é nem de salário, é no geral.
TÍTULO ESTADUAL OU ACESSO NA SÉRIE D?
- Pergunta difícil. Eu prefiro o título por que nos dá vaga na Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D. Pensando como técnico, eu prefiro título estadual. 
Postar um comentário