Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 16 de abril de 2017

UFC Kansas: Johnson vence Reis, defende cinturão e iguala recorde de Anderson Silva

Demetrious Johnson na noite deste sábado (15). Na luta principal do UFC Kansas, o campeão peso mosca finalizou o brasileiro Wilson Reis com uma chave de braço e igualou o recorde de Anderson Silva com 10 defesas de cinturão.
D. Johnson finaliza W. Reis (amarelo) (Foto: Josh Hedges/UFC)
Apesar de ter finalizado o combate apenas no terceiro round, DJ nunca esteve em apuros. Mostrou superioridade m todas as áreas da luta, inclusive no chão, onde se imaginava que Reis poderia ter vantagem. 
Os jabs, os chutes altos e as cotoveladas por dentro da guarda do brasileiro foram as grandes armas de Johnson, que deixou o rosto do rival bastante machucado antes de finalizá-lo com uma chave de braço, com 11s faltando para o fim do terceiro assalto.
Ao comentar a performance esmagadora sobre Wilson e seu legado dentro do esporte, Johnson deixou a conhecida modéstia de lado e se proclamou o ‘maior campeão da história do UFC’.
“É muito importante (igualar o recorde). Esse é o melhor treinamento que já tive, fiz coisas bastante diferentes e foi o melhor que me senti em muito tempo. GSP, Anderson Silva foram grandes campeões, mas eu sou o maior campeão da história dessa organização. 
Eu chego e acabo com todos os meus oponentes”, declarou Mighty Moususe, que terá a chance de superar o Spider e se tornar o campeão mais dominante da história do Ultimate, caso vença seu próximo combate.
Além de Wilson Reis, o UFC Kansas contou com outros quatro brasileiros. O destaque negativo ficou para o surpreendente revés de Ronaldo Jacaré, que acabou nocauteado por Robert Whittaker. 
A outra derrota do país foi de Augusto Tanquinho, superado por Aljamain Sterling, na decisão unânime. Os triunfos ficaram por conta dos novatos Renato Moicano e Ketlen Vieira, que venceram Jeremy Stephens e Ashlee Evans-Smith, respectivamente.
Johnson finaliza e igula recorde
Desde o começo do combate, o campeão tomou conta do octógono e manteve a paciência, enquanto o brasileiro tinha fôlego para tentar quedas e clinches, onde poderia fazer estrago. 
Wilson Reis chegou a quedar brevemente Johnson no meio do primeiro round, mas DJ logo levantou e acertou duro chute alto. O investimento neste golpe, aliás, pagou excelentes dividendos para Mighty Mouse, que manteve os chutes altos durante os três rounds que a luta durou.
No segundo assalto, DJ manteve o controle do octógono e, mesmo deixando Wilson ir para cima, nunca esteve em apuros. Seu jab começou a funcionar, incomodando o rival, que teve sangramento no nariz e começou a ficar frustrado. 
No fim do round, ainda quedou o brasileiro e conseguiu sequência violenta de cotoveladas. Não é exagero dizer que o gongo salvou Reis.
Porém, com cinco minutos para liquidar a fatura, Johnson pareceu prolongar o sofrimento do adversário. Mais uma vez, os jabs e chutes altos funcionaram e Wilson, que já havia voltado desencorajado para o terceiro round, parecia entregue. 
Mais uma queda de Mighty Mouse e, com a guarda passada, mais danos com o cotovelo. Até que, faltando alguns segundos para o fim do assalto, Johnson pegou o braço de Reis e o obrigou a desistir, dando a primeira derrota por finalização ao brasileiro.
Namajunas finaliza e pede vencedora de Joanna x Jéssica
Rose “Thug” Namajunas mandou um recado ao topo do peso palha do UFC. Com uma performance inquestionável, a norte-americana de ascendência lituana tirou Michelle Waterson para nada e finalizou a “Karate Hottie” no segundo assalto, após dominar as ações por todo o tempo.
Após a vitória, Namajunas avisou que quer desafiar a campeã da divisão. Atual dona do cinturão, Joanna Jedrzejczyk enfrenta a brasileira Jéssica Andrade, no UFC 211, no dia 13 de maio.
O duelo entre a faixa-preta de karate Waterson e a faixa-preta de tae kwon do Namajunas acabou se desenvolvendo majoritariamente no chão. Com muitos giros, o duelo animou os fãs de Kansas no primeiro round, quando apesar de ficar em desvantagem em alguns momentos, “Thug” dominou. No fim, conseguiu uma nova queda, após conectar uma excelente joelhada na barriga de Michelle.
No segundo assalto, Rose voltou mais determinada em pé e quase acertou Waterson em sequência. Pouco depois, porém, conectou um chute alto na mandíbula da adversária, que caiu quase nocauteada, mas se manteve na luta.
Rapidamente, no entanto, Namajunas pegou as costas da “Karate Hottie” e fechou um mata-leão indefensável. Sem saída, Michelle bateu e deu mais uma vitória a Rose.
Resultados UFC Kansas
CARD PRINCIPAL
Peso mosca: Demetrious Johnson venceu Wilson Reis por finalização aos 4m49s do R3
Peso palha: Rose Namajunas venceu Michelle Waterson por finalização (mata-leão) no R2
Peso médio:Robert Whittaker venceu Ronaldo Jacaré por nocaute técnico aos 3m28s do R2
Peso pena: Renato Moicano venceu Jeremy Stephens por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
CARD PRELIMINAR 
Peso pesado: Alexander Volkov venceu Roy Nelson por decisão unânime (3x 30-27)
Peso galo: Tom Duquesnoy venceu Patrick Williams por nocaute técnico aos 28s do R2
Peso leve: Rashid Magomedov venceu Bobby Green por decisão dividida (29-28, 29-28, 28-29)
Peso mosca: Tim Elliott venceu Louis Smolka por decisão unânime (3x 30-27)
Peso galo: Aljamain Sterling venceu Augusto Tanquinho por decisão unânime (3x 29-28)
Peso meio-pesado: Devin Clark venceu Jake Collier por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26)
Peso médio: Anthony Smith venceu Andrew Sanchez por nocaute aos 3m52s do R3
Peso meio-médio: Zak Cummings venceu Nathan Coy por finalização (guilhotina) aos 4m21s do R1
Peso galo: Ketlen Vieira venceu Ashlee Evans-Smith por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)

Fonte: Superlutas
Postar um comentário