Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 13 de maio de 2017

Nome de Celso Teixeira é mudança radical no perfil de treinadores do River

Na Esportiva

Foto: Wilson Filho
Flávio Aráujo em 2015, Zé Teodoro, Capitão e Vica em 2016. Waldemar Lemos e Eduardo Hungaro em 2017. Todos contrastam com o perfil de Celso Teixeira. A contratação do novo treinador é uma mudança radical no banco de reservas tricolor, se comparado com os últimos nomes trazidos pela diretoria - pelo menos no que diz respeito ao temperamento. 
O clube que demitiu Waldemar Lemos depois de um surpreendente rompante do treinador, quando ele fugiu do tom calmo e equilibrado pela primeira vez, agora contrata o técnico conhecido por seu estilo tão irreverente como impulsivo, que o faz ser lembrado especialmente por suas expulsões ao longo das competições. 
No comando do Flamengo, no Campeonato Piauiense deste ano, Celso Teixeira esperou apenas a segunda rodada para ser excluído da partida pela arbitragem. No jogo seguinte, contra o Piauí, viu a partida na geral e fez o time sentar em frente ao alambrado para ouvir suas orientações. Ao final, com vitória em campo, disse que sua meta era tomar uma cerveja. 
No primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paraibano, conseguiu a vitória do Treze sobre o Campinense, mas também foi expulso. E acabou nos braços da torcida ao acompanhar o resto da partida no meio da galera. 
Com palavras e gestos que torcedor adora, Celso Teixeira consegue fazer muitos relevarem e até esquecerem suas expulsões. Dá até pra imaginar que é bom ser expulso, mas não é - e deveria ser algo contestado ao invés de exaltado. 
Mas o River não contratou Celso Teixeira pelo que o treinador vende para a plateia, e sim pelos resultados. 
Na atual temporada, o treinador deixou o Flamengo - clube para o qual havia voltado para pagar uma dívida com sua torcida - com duas vitórias e uma derrota. Levou alguns jogadores para sua nova equipe e o plantel rubro-negro começou a se desmanchar. 
Foi para o Treze e engatou uma sequência de 11 jogos invicto no Paraibano, perdendo apenas a primeira partida da decisão com o Botafogo, que acabou campeão. Foram 13 partidas, sendo uma derrota, cinco vitórias e sete empates. 
Gentil com a imprensa, explosivo em campo, eficiente nos jogos e, na soma de tudo, sempre polêmico. Esse é Celso Teixeira. Todo mundo conhece o produto e a embalagem não engana ninguém. A diretoria tricolor resolveu pagar pelo benefício, mas ciente do custo, das possíveis consequências. Conhece todo o perfil do treinador nos jogos e nos bastidores. 
Se Eduardo Hungaro era uma aposta, o River agora sabe bem a compra que fez. 
Postar um comentário