Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 24 de junho de 2017

Messi se livra da prisão e pena de 21 meses vira multa de quase R$ 1 milhão

Segundo informação dada por um porta-voz da Fiscalía nesta sexta-feira (23), o Ministério Público da Espanha aceitou substituir a condenação de 21 meses de prisão de Lionel Messi por uma multa. O jogador havia sido condenado por fraude fiscal e não precisará mais cumprir a pena na cadeia.
De acordo com a agência de notícias "EFE", a Promotoria espanhola aceitou que Messi pagasse uma multa de cerca de R$ 951 mil como pena na sonegação de um total de cerca de R$ 15 milhões do fisco espanhol entre os anos de 2007, 2008 e 2009. Por se tratar de uma condenação de menos de dois anos, o pagamento como forma de pena pode ser aplicado.
Além de Leo, o pai do argentino, Jorge Horacio Messi, também havia sido punido em 15 meses de prisão. Mas o progenitor também teve sua condenação transformada em multa no valor de R$ 680 mil por conta do tempo aplicado e por não possuir antecedentes criminais. Assim, ambos não irão para a prisão desde que o jogador do Barça não cometa mais nenhum crime durante o período em questão.
Embora o promotor tenha aceitado a multa como substituição, a Promotoria afirmou que nem Lionel nem Jorge poderão ser condenados novamente em um período de três anos. Caso isso aconteça, ambos correm ainda o risco de cumprir duas penas. No entanto, Messi e seu pai deverão ainda devolver os R$ 15 milhões fraudados.
Caso CR7
Depois de Messi, foi a vez do português Cristiano Ronaldo. O jogador do Real foi acusado pela Promotoria de Madri de cometer quatro crimes fiscais e não ter pago ao fisco 14,7 milhões de euros entre os anos de 2011 e 2014. 
As autoridades da Espanha reforçam que o incumprimento das obrigações fiscais por parte de Cristiano trata-se de ação "voluntária" e "consciente". A denúncia aconteceu com base em relatório apresentado pela Agência Estatal de Administração Tributária (AEAT) ao Ministério Público espanhol. CR7 foi convocado para depor em 31 de julho.

Fonte: IG
Postar um comentário