Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 25 de junho de 2017

Sonnen "amarra" Wand, vence por pontos e desafia Fedor no Bellator 180 Americano, que não vencia desde 2013, derruba Cachorro Louco com facilidade durante os três rounds e triunfa por decisão unânime. Brasileiro sai irritado da luta

Por Nova York, EUA
Após quatro anos sem atuar, Wanderlei Silva retornou ao MMA na madrugada deste sábado para domingo, na luta principal do Bellator 180, no Madison Square Garden, em Nova York. O rival era seu desafeto Chael Sonnen, mas o resultado passou longe do esperado para o Cachorro Louco, que sofreu com o jogo de quedas do rival, perdeu por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27) e saiu irritado do confronto, chegando a dar um empurrão no americano após o combate, quando Sonnen dava uma entrevista dentro do cage circular.
Chael Sonnen x Wanderlei Silva Bellator 180 (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)Chael Sonnen venceu Wanderlei Silva por decisão unânime no Bellator 180 (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)
A entrevista, aliás, teve diversos alvos, como Tito Ortiz, o próprio Wanderlei, e Fedor Emelianenko, que foi nocauteado por Matt Mitrione neste sábado e entrou na mira de Sonnen para o próximo compromisso.
- Eu finalizei Tito Ortiz em menos de um minuto, venci Wanderlei, e Fedor Emelianenko, você pediu meu autógrafo nos bastidores, eu decidi que vou te dar, mas no final de um contrato para enfrentá-lo - disparou Sonnen, que, na verdade, foi finalizado por Tito, mas reclamou de uma suposta desistência dele antes.
Sonnen não vencia uma luta desde agosto de 2013, quando finalizou Maurício Shogun, pelo Ultimate. Esta foi a sua segunda atuação no Bellator (a primeira foi no revés contra Ortiz). Já Wanderlei vinha de vitória sobre Brian Stann, em março de 2013, também no UFC, 
Chael Sonnen x Wanderlei Silva Bellator 180 (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)Chael Sonnen levou Wanderlei ao chão em diversas oportunidades (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)
A luta
Podia não valer título, mas não era uma luta qualquer. Prova disso, é que os hinos nacionais do Brasil e dos Estados Unidos foram executados após a entrada dos dois lutadores no cage circular montado no Madison Square Garden. Ao serem chamados para o centro pelo árbitro central Big John McCarthy, não houve toque de luvas, como já era esperado.
Sonnen começou com um pisão frontal, e Wanderlei jogou um direto, mas o americano aplicou uma queda fácil pouco depois. O Cachorro Louco fechou a guarda, tentou colocar os pés na virilha para afastar o rival, mas sofria com o ground and pound do desafeto, que desferia seguidas direitas. Wand conseguiu afastar o rival e ficar de pé pouco depois da metade do primeiro assalto. Com as costas na grade, conseguiu impedir a queda e se desvencilhar. Era o que Wanderlei precisava. Uma bomba de direita fez Sonnen desabar, e o brasileiro foi para cima, mas o americano encontrou espaço, ficou de pé e conseguiu nova queda, caindo na meia-guarda. Wanderlei travou a nuca do rival e recebeu golpes curtos até o cronômetro zerar.
Chael Sonnen x Wanderlei Silva Bellator 180 (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)Wanderlei Silva teve poucas chances de explorar sua trocação no combate (Foto: Bellator MMA / Lucas Noonan)
O segundo round começou eletrizante. Sonnen jogou uma inesperada joelhada voadora, e Wanderlei voltou a balançar o americano com seus cruzados, mas Sonnen entrou rapidamente em double leg e caiu na guilhotina. O brasileiro ficou quase dois minutos na posição, sem conseguir o melhor ajuste, e o árbitro central pediu para ambos ficarem de pé. O americano não perdeu tempo e entrou direto nas pernas colocando o oponente com as costas no chão. De dentro da guarda, trabalhou o ground and pound com golpes de direita. Ele fez postura e entrou com dois socos duros, mas Wand absorveu. Sonnen seguiu golpeando sem dar espaço para Wanderlei ficar de pé e administrou até o fim do assalto.
A vantagem de Sonnen por pontos estava assegurada. Sabendo disso e contando com a falta de resistência de Wanderlei para rechaçar suas quedas, o cenário estava montado e o americano soube explorar, levando o duelo para o solo rapidamente. Sonnen ensaiou um ataque no braço, mas desistiu e seguiu ativo no ground and pound. Ele voltou a buscar uma kimura, mas Wand se defendeu. Sonnen saiu da meia-guarda para a montada e, posteriormente, para a posição de 100kg. Sem dar brechas para o brasileiro ficar de pé ou para o árbitro central mandar eles se levantarem, Sonnen controlou até o final.
Bellator 18024 de junho, em Nova York (EUA)
CARD PRINCIPAL:
Chael Sonnen venceu Wanderlei Silva por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
Neiman Gracie venceu Dave Marfone por finalização aos 2m27s do R2
Matt Mitrione venceu Fedor Emelianenko por nocaute técnico a 1m14s do R1
Brent Primus venceu Michael Chandler por nocaute técnico (interrupção médica) aos 2m22s do R1
Zach Freeman venceu Aaron Pico por finalização aos 24s do R1
Douglas Lima venceu Lorenz Larkin por decisão unânime (50-45, 48-47 e 48-47)
Ryan Bader venceu Phil Davis por decisão dividida (49-46, 47-48 e 49-46)
Peso-pena: James Gallagher venceu Chinzo Machida por finalização aos 2m42s do R1
Peso-mosca: Heather Hardy venceu Alice Yauger por nocaute aos 4m47s do R3
CARD PRELIMINAR
Ryan Couture venceu Haim Gozali na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-27)
Bradley Desir venceu Nate Grebb por nocaute aos 2m54s do R1
Anthony Giacchina venceu Jerome Mickle por finalização aos 3m47s do R3
Matt Rizzo venceu Sergio da Silva por finalização aos 3m48s do R3
Hugh McKenna venceu John Salgado por finalização aos 4m06s do R1
Postar um comentário