Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Sem definir novo treinador, Flamengo terá Jayme de Almeida como interino

Sem conseguir definir um novo nome para o comando técnico do time após a demissão de Zé Ricardo, o Flamengo decidiu que um velho conhecido irá treinar a equipe nesta quarta-feira diante do Palestino, do Chile, pela rodada de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana: o auxiliar Jayme de Almeida, campeão da Copa do Brasil como técnico interino do clube em 2013.
Jayme de Almeida comandou a atividade com o elenco nesta segunda-feira no CT do Flamengo, o Ninho do Urubu, e foi confirmado pelo diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, para o jogo deste meio de semana, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio. Não está descartado que ele fique à frente do time por um período maior.
O Flamengo disputará três jogos por três competições distintas no intervalo de uma semana – além do duelo contra os chilenos, encara o Atlético Mineiro pelo Campeonato Brasileiro e o Botafogo pela Copa do Brasil. Apesar disso, a diretoria do clube carioca diz não tem pressa em definir o novo treinador.
“A gente lamenta ter que mudar num momento desses, mas foi isso que aconteceu e ontem (domingo) à noite, ele foi comunicado quase que instantaneamente que todos vocês”, disse Rodrigo Caetano, sobre a demissão de Zé Ricardo. “Iniciamos apenas conversas internas que nos levam a um novo nome depois de comunicá-lo (Zé Ricardo). 
Te diria hoje (segunda-feira) que tenham um pouco de calma porque a gente vai ter a calma necessária para escolher um bom nome, que dê segmento ao trabalho muito bem feito pelo Zé nesses 15 meses”.
Rodrigo Caetano não deu pistas sobre o substituto, que poderá ser até mesmo um técnico que esteja trabalhando por outra equipe. “Estamos trabalhando com ‘n’ hipóteses. Natural que muitos dos bons técnicos estão empregados. Hoje (segunda-feira) não tenho essa resposta, se vamos nos ater nas opções que existem no mercado ou não”, comentou o executivo.
A exigência, porém, está definida: resultados melhores que os de Zé Ricardo. “O ideal seria justamente que ele consiga te entregar resultados e performance por um período maior. 
Nossa ideia é que quem vier venha até o fim (de 2018) ou meados do ano que vem. E nada que seja interrompido no fim do ano. Até porque não queremos a interrupção total do que foi feito de bom aqui”, disse Rodrigo Caetano.
O dirigente não escondeu que o clube espera um desempenho muito melhor do que vinha sendo apresentado pelo time até aqui. “Em consideração ao Flamengo, o que vale para o jogador, vale para o técnico. É inegável hoje que o Flamengo dispõe de um elenco de muito bom nível, equilibrado”, afirmou.
Em quinto lugar no Brasileirão, o time rubro-negro tem 29 pontos e está a 18 do líder Corinthians e a 10 do vice-líder Grêmio. Mesmo assim, o clube não jogou a toalha sobre terminar na ponta de cima da tabela de classificação. “Temos aspirações dentro do Campeonato Brasileiro que a gente não pode desprezar”, sustentou Rodrigo Caetano.

Fonte: Terra
Postar um comentário