Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 10 de setembro de 2017

Cruzeiro faz 2 a 1 na Chapecoense e encerra 23ª rodada no G6

O Cruzeiro teve dois grandes destaques na vitória sobre a Chapecoense por 2 a 1, na noite deste domingo, na Arena Condá, em Chapecó, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O principal nome foi o goleiro Fábio, responsável por cinco grandes defesas, sendo duas quando a partida ainda estava empatada. 
Já o atacante Raniel participou de maneira decisiva no setor ofensivo: ele deu a assistência para Rafinha marcar o primeiro gol, aos 45min da etapa inicial, e balançou a rede aos 17min do segundo tempo. Aos 38min, a Chape descontou com Túlio de Melo, em cabeceio à queima-roupa que Fábio não pôde segurar.
Com o resultado, a Raposa chega a 34 pontos e encerra a 23ª rodada do Brasileiro em sexto lugar, levando vantagem no saldo de gols sobre o Botafogo: 7 a 4. A distância para o quinto colocado Flamengo é de apenas um ponto.
Como não teve tempo para treinar o time, Mano Menezes ajustou o Cruzeiro que jogaria contra a Chapecoense na base da conversa. Ele poupou três jogadores titulares no empate por 1 a 1 com o Flamengo, no Maracanã, pela final da Copa do Brasil: o volante Hudson, o meia Alisson e o atacante Rafael Sobis. Sassá, que vinha atuando com regularidade, também ficou no banco. O treinador promoveu as entradas de Lucas Silva, Rafinha, Arrascaeta e Raniel.
Os primeiros 30 minutos de Chapecoense x Cruzeiro tiveram poucas emoções. Chances claras só foram criadas no último terço da etapa inicial. Aos 34min, Túlio de Melo se aproveitou de bola levantada na grande área e testou firme. Fábio mostrou tempo de reação e praticou bela defesa. O goleiro cruzeirense voltou a aparecer aos 41min, quando Wellington Paulista soltou a bomba de fora da área. O salto no canto esquerdo evitou o primeiro tento catarinense.
O Cruzeiro, até então, só havia atacado em lances sem tanto perigo. Jandrei mostrou segurança ao defender as bolas chutadas por Arrascaeta, aos 33min, e Rafinha, aos 35min. Nos acréscimos, porém, não teve jeito. Raniel arrancou pelo meio e ameaçou chutar de longe, mas de “última hora” percebeu a penetração de Rafinha na área. O camisa 70 se livrou de Fabrício Bruno e bateu por baixo de Jandrei: 1 a 0.
No segundo tempo, a Chapecoense voltou com tudo. Em cinco minutos foram três chances, sendo que em duas Fábio precisou trabalhar. O camisa 1 cruzeirense defendeu uma cabeçada de Wellington Paulista e um chute de Seijas. Também apareceu em intervenções de cobranças de falta e escanteio.
Passado o aperto na defesa, o Cruzeiro respondeu, talvez numa chance mais clara até mesmo que o próprio gol de Rafinha. Aos 14min, Henrique foi acionado na grande área e ajeitou de peito para Arrascaeta. 
O uruguaio tinha a opção de tocar por baixo e até mesmo driblar o goleiro Jandrei, mas bateu de primeira e atirou a redonda por cima. A chance desperdiçada só não fez falta porque Raniel marcou o segundo gol cruzeirense, aos 17min. O atacante acreditou quando Jandrei rebateu a cabeçada de Leo e, mesmo sem ângulo, colocou a bola nas redes: 2 a 0.
Em desvantagem, a Chape partiu para o tudo ou nada. Aos 22min, Fábio fez a quinta defesa difícil na partida ao tirar com a ponta dos dedos a bola cabeceada por Wellington Paulista. Depois disso, o Cruzeiro chegou a controlar o placar, mas sofreu nos minutos finais. Intransponível até então, Fábio não teve chances quando Túlio de Melo, aos 38min, ganhou de Murilo quase na pequena área e cabeceou à queima-roupa: 2 a 1.

Fonte: Superesportes
Postar um comentário