Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 21 de outubro de 2017

À espera de sinal da CBJ para volta à categoria, Sarah adianta ida ao Brasileiro Campeã olímpica baixa peso após experiência no meio-leve (52kg) e, enquanto aguarda aval da confederação, confirma presença em segundo torneio nacional nos ligeiros em 2017

Por Renan Morais, Teresina

Oficialmente, Sarah Menezes ainda aguarda o aval da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) para retornar em definitivo à categoria ligeiro (48kg). Contudo, na prática, a judoca brasileira retomou o ritmo no peso em que se consagrou com o ouro em Londres 2012 e pretende engrenar em mais um ciclo olímpico. A piauiense definiu com o técnico Expedito Falcão, em Teresina, que vai disputar o Campeonato Brasileiro sênior, que acontece nos dias 11 e 12 de novembro, em Lauro de Freitas, na Bahia, no segundo torneio dela após o período de adaptação sem sucesso ao peso-meio-leve (52kg).
Sarah Menezes técnico e CBJ traçam estratégia para mais um ciclo olímpico da atleta na 48kg (Foto: Wenner Tito )Sarah Menezes técnico e CBJ traçam estratégia para mais um ciclo olímpico da atleta na 48kg (Foto: Wenner Tito )Sarah Menezes técnico e CBJ traçam estratégia para mais um ciclo olímpico da atleta na 48kg (Foto: Wenner Tito )
- Não me sentia bem lutando na 52kg. Me sentia pequena. Faltou mesmo autoestima para voltar. Então fui me dedicando, fazendo minha dieta e continuei meus treinamentos. O mais difícil mesmo é o termo do peso, seguir a rotina 100% na linha. Estou me sentindo bem, motivada e estou gostando de estar de volta. É trabalhar meu psicológico mesmo de continuar fazendo dieta e meus treinamentos. É pensar positivo que vai dar certo – reforçou a judoca.
A intenção do treinador da campeã olímpica é fazer com que ela siga como titular da seleção brasileira de judô por meio de índice técnico e não precise disputar a seletiva olímpica, que acontece anualmente na virada de temporadas.
Sarah Menezes  (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)Sarah Menezes  (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)Sarah Menezes (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)

- Ela ganhou o Troféu Brasil e, agora, precisa ganhar o Brasileiro e não precisar provar mais nada a ninguém. Nossa intenção é que ela seja convocada por índice. Não sabemos ainda quantos atletas a CBJ vai querer trabalhar na categoria, mas creio que ela só deve oficializar em fevereiro do ano que vem. Fizemos uma bateria de exames e vamos ter que assinar um termo para que ela cumpra algumas metas determinadas pela confederação – adiantou Expedito Falcão.
Depois da Olimpíada do Rio, Sarah Menezes subiu de categoria e competiu em algumas das principais competições do primeiro ano pós-olímpico. Ao todo, foram quatro torneios disputados no circuito internacional: Grand Slam de Paris (7ª posição), Grand Slam de Baku (5ª), Grand Prix de Cancun (2ª) e o Mundial de Budapeste (caiu na segunda luta). Nacionalmente, Sarah conquistou ainda um Campeonato Brasileiro Regional.
Apesar da tentativa, Sarah Menezes não se sentiu confortável na nova categoria. O período de treinos na terra natal ajudou Sarah Menezes a retomar o peso ideal e, monitorada à distância pela CBJ, a campeã olímpica pode retomar a luta por pontos no ranking internacional do peso-ligeiro a partir de fevereiro, quando a CBJ deve definir os atletas convocados e o calendário de provas que será seguido em 2018.
Sarah Menezes (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)Sarah Menezes (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)Sarah Menezes (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)
Postar um comentário