Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Palmeiras só empata com Cruzeiro e alivia Corinthians

O Palmeiras ficou duas vezes atrás do placar ao enfrentar o Cruzeiro, na noite desta segunda-feira, mas conseguiu empatar por 2 a 2 graças ao atacante Borja. Ele foi o autor dos tentos alviverdes no Allianz Parque, em um jogo que poderia diminuir a diferença do time para o líder do Campeonato Brasileiro.
Com o empate, o Palmeiras está a  cinco pontos do Corinthians: 59 a 55. Faltam sete rodadas para o encerramento do torneio e os dois rivais se enfrentam no próximo domingo, um jogo importante para as pretensões alviverdes de buscar o bicampeonato.
Uma vitória na nesta segunda-feira teria feito a diferença diminuir para três pontos. Mas a noite poderia até ter sido pior. O Cruzeiro soube jogar no Allianz Parque. Criou poucas chances de gol, buscando se defender mais. Mesmo assim ficou duas vezes em vantagem no placar. 
Primeiro graças a um gol contra do zagueiro Juninho e depois com um belo tento do meia Robinho, que encobriu o goleiro Fernando Prass.
O empate deixou o Cruzeiro com 48 pontos, na quinta colocação. O time já está classificado para a Libertadores de 2018 por ter vencido a Copa do Brasil.
Apesar de todo o clima favorável no estádio, o Palmeiras foi surpreendido e sofreu um gol logo aos 6 minutos. Foi um verdadeiro banho de água fria.
Foi o primeiro lance de ataque celeste. Diogo Barbosa escapou com velocidade pelo lado esquerdo do campo e fez o cruzamento para a área. O zagueiro Juninho tentou cortar, mas foi infeliz e acabou desviando a bola contra a própria rede.
O Palmeiras não se abateu. A torcida também. O apoio das arquibancadas ajudou a empurrar o time, que sufocou o Cruzeiro.
É verdade que as principais ações ofensivas foram muitas vezes repetidas: na esquerda, Egídio procurava espaço para cruzar na área para Borja.
Apesar de manjada, a jogada não foi bloqueada pela defesa cruzeirense. Foram inúmeras tentativas. Algumas vezes Borja era antecipado pela defesa, outras o colombiano passava pela bola e havia ocasiões em que ele acertava a cabeçava, mas errava o alvo, mandando a bola por cima do gol.
Isso até os 34 minutos. Foi quando Egídio recebeu a bola de Moisés. O lateral esquerdo acertou o cruzamento para área. Dudu ficou com a bola e finalizou de calcanhar. O goleiro Fábio deixou o gol e conseguiu defender, mas, no rebote, Borja deixou tudo igual no Allianz Parque.
A torcida tentou manter o time vivo e passou a cantar o tradicional: "O Palmeiras é o time da virada...".
E a virada poderia ter ocorrido. Aos 39, Borja marcou o segundo dele no jogo. Mas o tento foi anulado. O motivo? Ao saltar para desviar de cabeça uma bola cruzada após cobrança de escanteio, o atacante fez uma carga no zagueiro Manoel e derrubou o defensor celeste. Falta.
Não é certo dizer que o ritmo no início do segundo tempo foi igual aos primeiros 45 minutos. O Cruzeiro até repetiu sua estratégia, entregando a bola ao Palmeiras e buscando os contra-ataques. Mas o time alviverde não foi tão preciso na organização das jogadas.
Vez ou outra ameaçou com algum cruzamento de Egídio, a principal alternativa ofensiva. Mas a cada erro do lateral ou de Borja era possível ouvir vaias no Allianz Parque. Muitos torcedores demonstraram impaciência com a dupla...
E o Cruzeiro enganou quem pensou que o time ficaria satisfeito com o empate. Aos 18 minutos, Juninho perdeu a bola no meio de campo e o Cruzeiro organizou um rápido contra-ataque. A bola foi lançada para Robinho, que avançou e, ao finalizar, encobriu Fernando Prass.
Para Robinho foi um momento especial. Ele não jogava há um mês, desde a final da Copa do Brasil. E foi no Allianz Parque que ele fez os gols mais bonitos da carreira. Com a camisa do Palmeiras, encobriu duas vezes Rogério Ceni em confrontos com o São Paulo.
Novamente o Palmeiras não desistiu. O time repetiu o roteiro do primeiro tempo: sufocou o Cruzeiro. De tanto insistir, o Palmeiras empatou aos 40 minutos. 
O próximo compromisso do Palmeiras será o clássico contra o Corinthians, na Arena de Itaquera, no próximo domingo, em jogo que pode ser determinante para a briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Já o Cruzeiro enfrentará o Atlético-PR, no Mineirão, no mesmo dia.

Fonte: ESPN
Postar um comentário