Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Procurador do TJD-PI decide até sexta-feira levar ou não Parnahyba a julgamento Fabrício Carvalho recebe notícia de infração da FFP sobre escalação do atacante Garcês na Copa Piauí. Mais dois do Fla-PI também atuaram com idade abaixo exigida pelo regulamento

Por Arthur Ribeiro e Josiel Martins, Teresina
FFP denuncia escalação irregular de jogador do Parnahyba
O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI), Fabrício Carvalho, espera dar o parecer da notícia de infração contra o Parnahyba até sexta-feira. A FFP encaminhou à procuradoria do órgão o documento com as informações sobre a escalação do atacante Felipe Garcês, de 17 anos, e disse que o atacante "não estava qualificado" para o campeonato. A idade do jogador não está na faixa etária em que o regulamento permite - somente nascidos de 96 a 99. O Azulino pode ser punido com a perda de pontos e ser eliminado da competição.
Fabrício Carvalho encaminhou a seguinte nota:
A Procuradoria da Comissão Disciplinar do TJD-PI, na pessoa do procurador Fabrício F. Carvalho, recebeu no final do dia 03/10/2017 (terça-feira), expediente encaminhado pela Federação de Futebol do Piauí - FFP, subscrito por seu presidente, apresentando informações acerca de uma suposta infração perpetrada pela equipe do Parnahyba Sport Club, relacionada a uma possível escalação irregular de atleta, e requerendo a análise e manifestação por parte desta procuradoria. Esclareça-se, outrossim, que a decisão sobre apresentação ou não de denúncia ao TJD, deverá ser divulgada até a próxima sexta-feira (06/10/2017).
Procurador do TJD-PI, Fabrício Carvalho  (Foto: Josiel  Martins)Procurador do TJD-PI, Fabrício Carvalho (Foto: Josiel Martins)Procurador do TJD-PI, Fabrício Carvalho  (Foto: Josiel  Martins)
Após avaliar a documentação encaminhada, a procuradoria pode decidir se leva o caso ao tribunal, para ser analisado pelos auditores, ou arquiva. Além de Felipe Garcês, outros três jogadores também estão na lista da FFP protocolada no TJD-PI. São eles: Rai Lima, do Parnahyba, e dois do Flamengo-PI: Kleison Sousa e Tiago Gomes. Todos têm idade inferior a 18 anos. A federação pediu agilidade do tribunal para o caso porque as datas da final da Copa Piauí estão definidas para os dias 12 e 19 de outubro.

Ponto a ponta da polêmica

  1. O QUE DIZ A FFPO erro da escalação de Garcês foi percebido após questionamento do River-PI na FFP, depois da vitória sobre o Parnahyba por 2 a 0. Somente jogadores nascidos entre os anos de 1996 a 1999 deveriam ser escalados no campeonato. Contudo, o atacante do Parnahyba atuou em quatro jogos do returno, fez gol e o erro só foi percebido depois de 20 dias da sua inscrição do BID. Felipe nasceu em 2000.
  2. FALHA NO SISTEMAO presidente da Federação de Futebol do estado (FFP), Cesarino Oliveira, explicou que houve um problema no sistema que avalia os registros dos atletas, falha responsável por não conseguir checar se os jogadores tinham idade mínima de 18 anos para participar da Copa Piauí. Isso permitiu a escalação de Garcês e de jogadores de outros clubes. O sistema só detectava se o atleta tinha idade acima de 21 anos. Ou seja, a falha no sistema liberou a escalação de jogadores abaixo da idade estabelecida no regulamento.
  3. PARNAHYBA SE DEFENDEBatista Filho, presidente do Tubarão, esclareceu que o clube não pode ser punido com a perda de pontos na Copa Piauí. Ele afirma que a escalação do atacante Felipe Garcês, de 17 anos, é liberado pela CBF e Fifa. Por isso, a entrada do jogador foi legal, e o atleta não tinha nenhuma irregularidade.
  4. MUDANÇA NA FINALCaso punido, o Parnahyba deixaria a final e seria eliminado do torneio, perdendo a possibilidade de disputar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. O River-PI seria o principal beneficiado, entrando na zona de classificação no clugar do Tubarão.
Postar um comentário