Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 1 de outubro de 2017

São Paulo bate Sport e deixa Z4; Corinthians empata com o Cruzeiro

O São Paulo estreou um novo uniforme na tarde deste domingo e o começo não poderia ser melhor. Jogando com uma camisa preta, o time tricolor derrotou o Sport por 1 a 0, no estádio do Morumbi, em São Paulo, com dois milagres do goleiro Sidão nos últimos minutos, e finalmente deixou a zona de rebaixamento do Brasileiro. E a rodada foi muito boa para os tricolores.
Antes 17º colocado, o São Paulo tem agora 31 pontos e é o 13º. O triunfo ainda foi contra um concorrente direto. O Sport tem 30 pontos e ficou no 16º lugar. Os são-paulinos também festejaram que os adversários que estão ameaçados pelo rebaixamento não se deram bem nesta 26ª rodada. 
O Avaí (17º colocado, com 30 pontos) perdeu para o lanterna Atlético-GO (25 pontos) por 2 a 0, neste domingo.No sábado, Bahia (12º, com 31) e Coritiba (19º, com 28) empataram por 1 a 1. Mesmo placar de Vasco (9º, com 33) e Chapecoense (10º, com 32).
Dos adversários ameaçados do rebaixamento o Vitória foi exceção. Ele derrotou o Botafogo por 3 a 2 e subiu para o décimo lugar. O gol são-paulino foi marcado pelo atacante Marcos Guilherme, aos 35 minutos do primeiro tempo. 
Mas o herói mesmo foi o goleiro Sidão. Ele fez duas defesas espetaculares nos últimos instantes da partida e evitou que o time sofresse o empate. Primeiro espalmou uma cabeçada de Thomás. Depois defendeu finalização de Henríquez à queima-roupa.
O Sport marcava muito bem o time tricolor na primeira etapa, sem dar muitas chances para que o setor criativo tricolor funcionasse. No ataque, a equipe pernambucana também não era um primor. Até chegava na área rival, mas as finalizações ficavam bem aquém.
Aos 20, o Sport chegou a carimbar o travessão, em chute de Anselmo. A partida parecia bem dura para os são-paulinos. Isso até os 35 minutos do primeiro tempo, quando uma sucessão de erros permitiu ao time da casa marcar.
Primeiro, Hernanes deu um carrinho e retomou o controle da bola para o time tricolor quando o time pernambucano tentava sair da defesa. Ele passou para Edimar, que estava livre do lado esquerdo. O lateral cruzou para a área, sem muito capricho.
O zagueiro Henríquez, que cabeceou para afastar o perigo. Mas ele errou a mira e acertou a bola em um companheiro. Ela bateu e sobrou dentro da área para Marcos Guilherme, livre de qualquer marcador, só ter o trabalho de finalizar.
O tento tricolor desestabilizou o Sport, que ficou perdido, sem conseguir organizar novas jogadas. Mas o São Paulo não aproveitou.
A etapa final pode ser resumida com o Sport no campo de ataque o tempo todo e o São Paulo na defesa, acuado. Isso não significa que a equipe rubro-negra tenha sido perigosa. Apesar do volume ofensivo de jogo, não teve finalizações que levassem perigo ao gol de Sidão.
O goleiro tricolor, aliás, foi um verdadeiro herói, saindo de campo aplaudido. O São Paulo voltará a atuar pelo Brasileiro somente no dia 11 de outubro. A competição será interrompida para a disputa das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.
O próximo jogo será contra o Atlético-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Sport jogará no dia 12 de outubro contra o Vitória, no Barradão em Salvador.
Corinthians busca empate com Cruzeiro no Mineirão, mas vê vantagem na liderança diminuir
E o Corinthians quase perdeu mais uma no Campeonato Brasileiro. Mas foi salvo por um pênalti no fim, bem batido por Clayson, que rendeu o empate por 1 a 1 contra o Cruzeiro no Mineirão neste domingo.
Agora, a equipe do Parque São Jorge foi aos 55 pontos, a oito do Santos, que está em segundo. Já o Cruzeiro foi aos 41 pontos e está na sexta colocação.
Mesmo assim, o momento atual do Corinthians não é bom. São três derrotas, quatro empates e apenas duas vitórias nos últimos nove jogos - dois deles pela Sul-Americana.
No Brasileiro, são oito pontos nos últimos 21 disputados. A equipe, contudo, conquistou boa "gordura" no primeiro turno, quando encerrou de forma invicta, e ainda está com folga na liderança.
Já o Cruzeiro está garantido na próxima Copa Libertadores, após vencer a Copa do Brasil na última quarta-feira, contra o Flamengo.
Na próxima rodada, apenas dia 11 de outubro, uma quarta-feira, o Corinthians recebe o Coritiba, na Arena, em São Paulo. O Cruzeiro, por sua vez, viaja a Porto Alegre para encarar o Grêmio, que está em terceiro no Brasileirão.
No duelo deste domingo, o Cruzeiro abriu o placar ainda no início. Thiago Neves rolou para Alisson, que viu Diogo Barbosa na esquerda e acionou o lateral. Ele fez cruzamento perfeito para Rafinha, que se antecipou a Guilherme Arana e cabeceou sem chances para Cássio. 
O Corinthians foi em busca do empate, em vão. Jadson rolou para Gabriel na direita, e o volante ajeitou, olhou para o gol e chutou rasteiro, mas Fábio espalmou.
O time visitante ainda teve dois gols anulados antes de empatar. Primeiro, Jadson recebeu pelo meio e achou belo passe para Kazim, que ganhou de Murilo e finalizou a gol. O atacante, porém, foi flagrado em posição de impedimento. 
Depois, Maycon cobrou falta da intermediária, e Balbuena ganhou da zaga para cabecear e fazer o gol. A arbitragem, porém, marcou impedimento do zagueiro corintiano.
Aos 38 minutos, Clayson cruzou na área, Kazim cabeceou e a bola bate na mão de Murilo, e o árbitro marcou a penalidade. O próprio Clayson bateu bem, deixou tudo igual e fechou o placar no Mineirão.

Fonte: ESPN
Postar um comentário