Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Seleção mira adversários fortes em preparação para a Copa

O pedido do técnico Tite à CBF, de que gostaria de enfrentar adversários fortes na fase de preparação da Copa do Mundo, vem sendo atendido sem ressalvas. A Seleção brasileira vai jogar em novembro com duas equipes de tradição, Inglaterra e Japão. Isso é só um aperitivo para o começo de 2018.
Foto: Reuters
Em março, outros dois amistosos prometem movimentar o futebol internacional. Um deles, contra a anfitriã do Mundial, no dia 23, na capital Moscou. No entanto, o clássico mais aguardado vai ser o do dia 27 daquele mês, quando o Brasil visitará a Alemanha em Berlim.
O jogo ganha em interesse porque vai ser o primeiro confronto entre as duas seleções que protagonizaram a maior surpresa da Copa de 2014, quando os alemães golearam o Brasil por 7 a 1 no Mineirão, pela fase semifinal da competição.
Pode ser, e isso é muito provável, que a Seleção faça pelo menos mais dois amistosos a poucos dias do início do Mundial na Rússia, já em solo europeu. Mas não há nada confirmado até o momento.
O que se extrai disso tudo, por enquanto, é que a opção por adversários mais poderosos se contrapõe ao que foi feito na preparação para as últimas Copas. Em 1990, por exemplo, o Brasil jogou com a Seleção de Madrid e um Combinado da Umbria antes de a bola rolar oficialmente na Itália.
No início de 1994, enfrentou PSG (hoje sob o glamour de Neymar), Islândia, Canadá, Honduras e El Salvador. A lista de 1998 inclui Atlético de Bilbão e Andorra. Já em 2002, mais dois sparings tiveram a honra de disputar amistosos com o Brasil: seleção da Catalunha e Malásia.
Em 2006, o FC Luzern, time da Suíça, foi a bola da vez, ao lado da Nova Zelândia. Honraria que coube à Zimbábue e Tanzânia na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.
Finalmente, em 2014, no Mundial do vexame, o Brasil fez dez gols e não levou nenhum nos três amistosos realizados no primeiro semestre – contra África do Sul, Panamá e Sérvia. Prova de que esses resultados muitas vezes são fantasiosos.

Fonte: Terra
Postar um comentário