Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Treino da Espanha não é aberto à torcida após xingamentos a Piqué

Depois de uma segunda-feira de protestos direcionados a Piqué, o treino da seleção espanhola, nesta terça, foi aberto somente a jornalistas. Nada de torcida no Ciudad del Fútbol de Las Roza, localizado em Madrid e que teve os comandados de Julen Lopetegui em preparação para os dois últimos jogos pelas Eliminatórias da Europa, contra Albânia (casa) e Israel (fora), dias 6 e 9 de outubro, respectivamente.
Piqué durante treino nesta terça-feira (Foto: Divulgação)
Há cerca de dois anos, Piqué sofre com críticas por seu posicionamento a favor da independência da Catalunha, como frisou no último domingo, quando, inclusive, votou no caótico referendo. Thiago Alcântara e Koke, companheiros do zagueiro na Fúria, falaram sobre a situação. 
- Sempre que veio, Piqué teve a mesma atitude, compromisso e alegria de sempre. Ficamos chateados porque viemos para jogar futebol, não para falar da vida de ninguém. Ficamos chateados por não podermos estar cômodos e falar da Albânia. É um prazer estar na seleção, mas isso é chato - disse o meia Thiago Alcântara, do Bayern de Munique. 
- O ambiente no vestiário não mudou. Estamos concentrados em ganhar e garantir a classificação ao Mundial. Sempre sentimos o apoio da torcida. Alicante gosta muito da seleção. Com certeza, percebemos esse carinho - disse Koke, do Atlético de Madrid.
 A REPERCUSSÃO NOS JORNAIS LOCAIS 
Muito perto de uma vaga na Copa do Mundo de 2018, a Espanha lidera o Grupo C das Eliminatórias, com 22 pontos - três a mais que a Itália, vice-líder da chave, com 19 pontos. No entanto, o foco dos jornais locais é voltado para a celeuma envolvendo Piqué e a torcida espanhola.
O diário "Marca", de Madri, chegou a destacar que a situação de uma das vozes do movimento pró-separatista é "insustentável". O "Sport", da Catalunha, também segue a linha e fala em relação "intolerável", assim como o concorrente "Mundo Deportivo": "Tormenta", traz o jornal em manchete.

Fonte: Terra
Postar um comentário