Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 26 de novembro de 2017

Muralha falha e Santos vence o Flamengo; Tumulto da torcida marcam a queda da Ponte

Num péssimo dia de Alex Muralha, o Flamengo foi derrotado pelo Santos, por 2 a 1, na noite deste domingo, na Ilha do Urubu. O Peixe começou perdendo, mas conseguiu a virada graças a duas falhas do goleiro rubro-negro. 
Com o resultado, o time do técnico Elano garantiu classificação para a fase de grupos da Libertadores, agora na terceira colocação, com 62 pontos. Já a equipe carioca se complicou para voltar ao torneio por meio da competição nacional, com 53 pontos, ainda na sexta posição.
O Flamengo tomou a iniciativa de partir para o ataque logo nos minutos iniciais e abriu o placar aos seis, após uma cobrança de escanteio. A zaga do Santos se atrapalhou ao tentar cortar a bola, mas Paquetá não vacilou e cabeceou para o fundo da rede.
O Santos empatou pouco depois. Aos dez minutos, Muralha cometeu uma falha gravíssima ao tentar cortar Ricardo Oliveira e foi desarmado. O atacante santista roubou a bola e cruzou rasteiro para Bruno Henrique completar para o gol. A torcida ficou revoltada e hostilizou o goleiro rubro-negro, que não conta com a confiança da galera há muito tempo.
O erro de Muralha mudou a cara do jogo. O Flamengo passou a errar mais, pressionado pela torcida, enquanto o Peixe começou a ocupar mais o campo de defesa do Rubro-Negro. Paquetá seguiu incomodando a defesa santista, mas Bruno Henrique também dava muito trabalho, do outro lado, pressionando os jogadores do Fla.
Nos minutos finais do primeiro tempo, os donos da cara arriscaram alguns chutes de fora da área. O Santos reclamou muito de uma falta em Ricardo Oliveira numa jogada perigosa. Em resumo, a primeira etapa foi bem movimentada e ficou marcada pelo erro bisonho de Muralha.
O Flamengo voltou pressionando no início do segundo tempo, mas não conseguiu criar muitas jogadas de perigo. Numa das melhores chances, Diego cobrou uma falta por cima do gol de Vanderlei.
Do outro lado, o Santos parecia satisfeito com o resultado e chegava muito pouco, jogando somente com investidas em velocidade com Bruno Henrique. Rafael Vaz acertou a trave do Fla ao tentar cortar um cruzamento, foi por pouco.
Mesmo sem pressionar, o Santos virou o jogo em mais uma falha de Muralha. Aos 28 minutos, Arthur Gomes, que entrou no segundo tempo, finalizou forte da esquerda. O goleiro do Flamengo tocou na bola, mas ela morreu no fundo da gol.
A torcida foi à loucura com mais um erro de Muralha. Rueda, então, lançou os meninos Vinicius Júnior e Lincoln, de 17 e 16 anos, respectivamente. O Fla foi com tudo para cima, mas faltou capricho. O Santos se segurou como pôde e garantiu a vitória fora de casa.
Invasão de campo e tumulto da torcida marcam a queda da Ponte Preta
O duelo entre Ponte Preta e Vitória teve um final triste e inesperado neste domingo. Após o gol de Tréllez, que garantiu o triunfo por 3 a 2 ao Leão, torcedores alvinegros quebraram as grades do Moisés Lucarelli e invadiram o campo com pedras, interrompendo a partida aos 38 minutos do segundo tempo.
Duas pessoas foram apreendidas ainda no gramado e ao menos dois policiais ficaram feridos. Um deles levou chutes socos e sofreu um corte no braço devido a uma pancada na grade. O segundo machucou um dos dedos das mãos em consequência de uma pedrada. O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já tomou conhecimento do ocorrido e deve emitir uma decisão sobre a interdição do Majestoso ainda neste domingo.
Após o gol de Tréllez, parte dos torcedores quebraram uma das grades da arquibancada e invadiram o campo em direção aos jogadores. A maioria dos atletas conseguiu correr para o vestiário e se proteger das agressões, mas Aranha permaneceu no gramado e acabou sendo cercado por um grupo de torcedores, que não agrediram o goleiro.
– Lamentável o que a torcida fez, a gente queria muito a vitória. A gente tentou, acho que não devia ter mais os minutos que estão faltando. Outros clubes já passaram por situações dessas. Faço um grande trabalho, hoje nos doamos até o final, não pode acontecer isso – disse o zagueiro Luan Peres.
Logo após conter os torcedores que entraram em campo, a Polícia Militar esvaziou o o estádio, mas os problemas dentro do Majestoso ainda eram grandes. Vagner Mancini, técnico do Vitória, disse que o meia Yago teve mal estar no vestiário e o atacante André Lima acabou machucando o joelho. 
Durante a confusão, o lateral-direito Jeferson e o zagueiro Luan Peres, ambos na Macaca, buscaram abrigo no vestiário do Leão. Quando a situação estava controlada, os atletas voltaram ao campo escoltados pelos seguranças da Ponte. Entretanto, o tumulto continuou nas redondezas do Moisés Lucarelli. 
- Todos os comentaristas estão falando isso. Não é possível que você venha fazer o seu trabalho e ser pisoteado por uma torcida que está insatisfeita. Tem que ter segurança com penalidades a serem aplicadas aos culpados. Eu espero que (hoje) seja marcado pela virada. O Vitória virou um jogo difícil. Vamos esquecer isso e lembrar da virada, porque não queremos mais isso no futebol – concluiu o técnico Vagner Mancini.
A derrota por 3 a 2 confirmou o rebaixamento da Ponte Preta à Série B do Campeonato Brasileiro. Por outro lado, o Vitória ainda tem chances de deixar a zona de rebaixamento. Para isso acontecer, basta garantir o triunfo sobre o Flamengo no próximo domingo, em Salvador. Sem pretensões, a Macaca viaja para o Rio de Janeiro na semana que vem, onde enfrentará o Vasco às 17h.

Fonte: Lance
Postar um comentário