Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Retrospectiva 2017: Cruzeiro, Corinthians e Grêmio campeões

Setembro, outubro, novembro e dezembro foram meses decisivos no futebol brasileiro, sul-americano e mundial. Cruzeiro, Corinthians e Grêmio venceram Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores, respectivamente. O Flamengo ainda foi vice das Copas do Brasil e Sul-Americana.

A primeira decisão aconteceu em setembro. Cruzeiro e Flamengo decidiram a Copa do Brasil. Na ida, uma igualdade em 1 a 1 no Maracanã. O jogo da volta, em 27 de setembro, no Mineirão, terminou sem gols, e a decisão aconteceu nas cobranças de pênalti. Fábio pegou a cobrança de Diego e Thiago Neves, no ângulo, garantiu o título para os mineiros.
O gol marcado pelo camisa 30 assegurou o pentacampeonato dos mineiros no torneio nacional. A festa no Gigante da Pampulha foi o recorde de público do estádio - 61.017 presentes no local.
A Copa do Brasil não foi o único título definido neste quadrimestre. Em novembro, o Corinthians assegurou o hepta do Brasileirão. Depois de um turno invicto, os comandados de Fábio Carille garantiram a taça na 35ª rodada, apesar da queda de rendimento vivida no segundo semestre.
Depois de sair atrás no placar, com gol do zagueiro Henrique, o Timão obteve a virada com gols de Jô (duas vezes) e Jadson. A vitória por 3 a 1 no dia 15 de novembro fez o time paulista ser proclamado campeão brasileiro, uma conquista e tanto para o time que iniciou o ano totalmente desacreditado, tanto pela imprensa quanto pelo próprio torcedor.
Mas o planeta acabou mesmo no fim de novembro. Em 29 daquele mês, o Grêmio foi ao estádio La Fortaleza, na Argentina, para vencer o Lanús por 2 a 1, com gols de Fernandinho e Luan.
Depois de vencer o jogo de ida por 1 a 0 (gol de Cícero), a equipe de Renato Gaúcho obteve o título fora de seus domínios. O mantra - "vamos acabar com o planeta" - foi levado aos Emirados Árabes Unidos, onde o time disputaria o Mundial de Clubes semanas mais tarde.
Na competição que define o dono da bola no planeta, o Tricolor Gaúcho deu mostras de que poderia disputar com o Real Madrid de igual para igual. A vitória sobre o Pachuca, por 1 a 0, na semifinal, animou os gaúchos, duelo decidido pelo reserva Everton no tempo extra.
Do outro lado da chave, os espanhóis bateram o Al-Jazira, equipe local, por 2 a 1. Romarinho fez para o mandante, mas Cristiano Ronaldo e Gareth Bale garantiram a virada.
A decisão poderia ter um tom de equilíbro depois de tudo o que foi visto, mas o Real Madrid se sobressaiu e criou as melhores chances. A ideia de acabar com o planeta não funcionou no Mundial de Clubes e Cristiano Ronaldo, de falta, marcou o gol que lhe deu a melhor no duelo direto com Renato Gaúcho. Nesta, o português levou a melhor!
A grande decepção deste quadrimestre foi o Flamengo. Depois de ser vice-campeão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, o time de Reinaldo Rueda fracassou na Copa Sul-Americana e ficou na segunda posição após perder o jogo de ida na Argentina (2 a 1) e empatar a volta no Maracanã (1 a 1).

Fonte: GOAL
Postar um comentário