Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Rubro-negros lamentam perda do título em casa e defendem revolta da torcida

Depois de não brigar pelo título brasileiro e perder a final da Copa do Brasil para o Cruzeiro, o Flamengo viveu mais uma decepção na temporada 2017 na noite desta quarta-feira (13), ao perder a decisão da Copa Sul-americana para o Independiente, depois do empate por 1 a 1 no Maracanã.
O novo revés mantém o jejum do Flamengo de 18 anos sem títulos internacionais, e após mais uma decepção na temporada, a torcida não perdoou. Depois de apoiar o tempo inteiro e tentar empurrar o time, os torcedores rubro-negros vaiaram a equipe e gritaram o já tradicional "time sem vergonha" quando mais um vice-campeonato se confirmou.
Perguntado sobre a situação após a partida, o zagueiro e capitão Réver elogiou e defendeu os torcedores, além de lamentar mais um vice na temporada.
"Isso (vaias) mostra a revolta do torcedor pela conquista que deixamos escapar dentro de casa. Temos de parabenizar o torcedor que fez a parte dele, nos empurrou e fez uma linda festa, mas infelizmente não conseguimos dar o retorno", disse ao Fox Sports.
O companheiro de zaga de Réver, o experiente Juan, também lamentou o título do Independiente. "É triste. A gente entende a frustração da torcida. É a mesma que a nossa. Tentamos de todas as formas, mas o empate esfriou o nosso jogo. A gente fica muito chateado por não ser campeão", afirmou.
"Fizemos um bom primeiro tempo, mas aí teve o pênalti, que não sei se realmente foi pênalti. Depois a gente tentou controlar o jogo, mas não conseguiu", lamentou.
O volante Cuéllar também falou após o fim da partida. "É difícil o pênalti. O juiz apitou e não tivemos como virar. A gente lutou e deu tudo de nós, mas infelizmente não conseguimos a virada. 
A gente fica chateado em não conseguir dar essa alegria para a torcida rubro-negra, mas é futebol e precisamos seguir em frente", comentou.

Fonte: Yahoo
Postar um comentário