Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Corinthians vira sobre a Ferroviária e emplaca a segunda vitória no Paulista

Com apenas o sistema defensivo titular, o Corinthians sofreu no primeiro tempo, mas conseguiu vencer a Ferroviária de virada, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, pela terceira rodada do Paulistão. O Timão se poupou e agora foca no clássico contra o São Paulo, sábado, na partida que será a mais importante do ano até agora.
Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!

Problema que o técnico Fábio Carille tenta corrigir desde o ano passado, a bola aérea voltou a atormentar o Corinthians. Após cruzamento de Hygor, Léo Castro abriu o placar aos 18 minutos. Isso que o Timão tinha treinado muito posicionamento em cruzamentos na véspera da partida. No gol da Ferroviária, Balbuena não conseguiu cortar.
Se falhou ao perder para Léo Castro no gol, Balbuena foi perigoso pelo alto no ataque. No primeiro tempo, o paraguaio acertou o travessão após cruzamento de Marquinhos Gabriel. Aos dois minutos etapa final, ele recebeu cruzamento de Fagner e empatou o placar.
O atacante entrou aos 27 do segundo tempo e infernizou pela esquerda. E em dez minutos virou o jogo, após partir para cima e chutar, cortar para o meio e bater cruzado. No lance anterior, a Ferroviária havia tido um gol bem anulado, já que Hygor estava em posição de impedimento.
Carille escalou só o sistema defensivo titular, com cinco mudanças no meio e ataque em relação à goleada por 4 a 0 sobre o São Caetano. Assim, Mateus Vital fez sua estreia pelo Corinthians, e Lucca recebeu a chance de iniciar uma partida. Os dois não brilharam, mas também não comprometeram. A comissão técnica alvinegra diz que já era programado rodar a equipe em razão do desgaste, e que não foi pensando no clássico contra o São Paulo, no sábado. Jadson, Clayson e Romero entraram no segundo tempo.
Criticado pela torcida nos primeiros jogos, Kazim é o único dos titulares poupados que pode não voltar à equipe titular para o clássico. Júnior Dutra não foi tão bem quanto no último domingo, quando entrou, marcou um gol e participou de outros gois, mas novamente deu mais opções ao sistema ofensivo.
A equipe de Araraquara teve "sorte" de marcar logo na primeira vez que chegou com perigo ao ataque, mas mostrou muita organização contra o Corinthians. Em duas linhas de quatro, a Ferroviária fechou os espaços e buscou contra-atacar. O problema é que faltou qualidade na hora de sair com velocidade para o ataque.

Fonte: Lance
Postar um comentário