Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Cruzeiro tem uniformes diferentes e jogador sem patrocínio master

Do correspondente Marcellus Madureira
Belo Horizonte , MG

A noite era de festa. Antes do jogo contra o Tupi, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro apresentou aos torcedores os novos contratados para a temporada 2018. No entanto, nem tudo saiu como planejado: a rouparia da Raposa errou em alguns pontos.
O principal deles foi no patrocínio master. O zagueiro Léo iniciou a partida sem a logo da Caixa na frente, ficando com a divulgação somente na parte traseira do uniforme. A situação foi corrigida na volta do intervalo.
Gazeta Esportiva apurou que a falta de patrocínio, mesmo que seja em apenas uma camisa, pode gerar multas ao clube. Os valores, no entanto, são mantidos em sigilo. A Caixa paga à Raposa R$ 12,5 milhões, fora as premiações.
Outro problema identificado durante o jogo foram os patchs de campeão da Copa do Brasil. No primeiro tempo, o atacante Fred estava com a camisa lisa, sem o patch da conquista. Na volta do intervalo a situação foi solucionada. A ausência do patrocínio nos ombros, da marca de laticínios Cemil, porém, seguiu fora.
A situação ocorreu também com a camisa do volante Bruno Silva, que entrou na metade do segundo tempo da partida sem o patch de campeão da Copa do Brasil.
O Cruzeiro trata a situação como uma falha “que não pode acontecer”. Em fevereiro, o clube deve lançar sua nova linha de uniformes para a temporada 2018.
Postar um comentário