Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Garotos brilham, e Flamengo bate Bangu no Campeonato Carioca


  • fla_bangu-9.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-8.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-7.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-6.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-5.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-4.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-3.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-2.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
  • fla_bangu-1.jpgFotos: Gilvan de Souza / Flamengo
O Flamengo manteve os 100% de aproveitamento no primeiro turno do Campeonato Carioca ao derrotar o Bangu por 1 a 0 em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Ninho do Urubu. 
O resultado fez o Rubro-negro da Gávea disparar na liderança do Grupo B com nove pontos ganhos. Mesmo com a derrota, o Bangu segue na segunda colocação da chave com quatro pontos ganhos. O único gol do jogo foi marcado por Lincoln, completando grande jogada de Vinicius Júnior.
Foi um resultado justo. A equipe dirigida por Paulo César Carpegiani foi bem melhor durante os 90 minutos e poderia ter saído de campo com um resultado bem mais expressivo.
O atacante Vinicius Júnior deu grande trabalho aos zagueiros banguenses e se destacou como o principal jogador da equipe rubro-negra, novamente escalada com muitos jogadores da equipe sub-20. O Bangu foi apenas lutador e deixou o campo se queixando da não marcação de um pênalti no final do jogo.
Na próxima rodada, o Flamengo terá um duro desafio pelo Campeonato Carioca: o clássico contra o Vasco, no Maracanã. O Bangu, por sua vez, recebe o Nova Iguaçu, em Moça Bonita.
O Flamengo começou a partida em ritmo lento, trocando passes e estudando o adversário. Só aos seis minutos é que a equipe rubro-negra chegou ao ataque. Vinicius Junior tabelou com Lucas Paquetá e cruzou para a área, mas a bola não foi alcançada por ninguém. 
O Bangu, que começou a partida de forma muito tímida, só ameaçou o gol da equipe da Gávea aos 12 minutos, quando Nilson recebeu de Almir e bateu para boa defesa de Gabriel Batista. Logo depois, a equipe de Moça Bonita teve outra chance com uma falta na entrada da área, mas a cobrança de Almir explodiu na barreira.
O time dirigido por Paulo César Carpegiani só voltou a incomodar aos 18 minutos, em outra boa jogada de Vinicius Júnior, que investiu pela esquerda e cruzou para a cabeçada de Léo Duarte, defendida com segurança pelo goleiro Célio Gabriel. Um minuto depois, Renê cruzou para Vinicius Júnior e, ao tentar cortar, Oliveira quase marcou contra.
Depois do tempo técnico, o Carpegiani resolveu inverter a posição de Vinicius Júnior e Lucas Paquetá, e o time rubro-negro passou a pressionar em busca do primeiro gol. Aos 26 minutos, Jean Lucas mandou uma bomba, que passou muito perto da trave defendida por Célio Gabriel. Um minuto depois, Paquetá recebeu na área, fintou Guilherme e bateu com muito perigo. 
Aos 35 minutos, o Flamengo, enfim, teve mais felicidade no setor ofensivo e chegou ao primeiro gol. Vinicius Júnior se livrou dos marcadores em linda jogada individual e cruzou na medida para Lincoln, que só teve o trabalho de empurrar para o gol para comemorar seu primeiro tento como jogador profissional.
Depois de estabelecer a vantagem, o time da Gávea reduziu a intensidade do seu jogo, mas ainda criou a chance de marcar o segundo gol, aos 44 minutos, quando Rodinei avançou pela direita e cruzou para Lincol, mas o goleiro Celio Gabriel fez boa defesa.
Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e , logo aos cnco minutos, Vinicius Júnior recebeu em boas condições, mas concluiu mal, para sorte do goleiro Celio Gabriel. Um minuto depois, os dois jogadores voltaram a ser protagonistas de um lance na área do Bangu. Vinicius Júnior foi lançado na corrida, se livrou do marcador, entrou na área e chutou em cima do goleiro Celio Gabriel.
Aos 15 minutos,preocupado com a lentisão demonstrada pela equipe na segunda etapa, Paulo César Carpegiani efetuou três mudanças ao mesmo tempo na equipe rubro-negra. Saíram Romulo, Lucas Paquetá e Rodinei para a entrada de Cuéllar, Geuvânio e Klebinho.
O Bangu melhorou um pouco de produção e chegou a colocar a bola nas redes em toque de classe de Almir, mas a arbitragem marcou impedimento do experiente jogador do time de Moça Bonita.
Carpegiani gastou todas as substtuições a que tinha direito, na tentativa de devolver ao time, o ritmo mostrado no primeiro tempo. E o Bangu não conseguia aproveitar a queda de produção do adversário para tentar chegar ao gol de Gabriel Batista.
Só aos 34 minutos é que a torcida rubro-negra voltou a se agitar quando Vinicius Júnior fez outra boa jogada e tocou, de calcanhar , para Jean Lucas que desperdiçou a chance. Na jogada seguinte, o lateral Renê arriscou de fora da área e Celio Gabriel fez grande defesa, espalmando para escanteio.
Aos 39 minutos, o Bangu assustou. Após cruzamento de Guilherme, Sidney subiu mais do que a zaga e cabeceou com perigo. Dois minutos, Vinicius Júnior fez outra grande jogada, invadiu a área e bateu, mas Celio Gabriel fez outra grande defesa. Aos 44 minutos, Anderson Lessa invadiu a área, se chocou com Thuler e caiu. Todo o banco do Bangu pediu a marcação de pênalti, mas a arbitragem nada marcou.

Fonte: Gazeta Esportiva
Postar um comentário