Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Clube mineiro deve receber cerca de R$ 600 mil por venda de Danilo do Real ao City Tupynambás não confirma recebimento de valores, mas pelo menos parte da verba teria sido liberada. Clube lucrou cerca de R$ 800 mil com transação de lateral do Porto para o Real Madrid

Por Bruno Ribeiro, Juiz de Fora, MG
Avenda do lateral-direito Danilo do Real Madrid para o Manchester City deve render cerca de R$ 600 mil ao Tupynambás, time da segunda divisão do Campeonato Mineiro e um dos clubes formadores do atleta. O clube de Juiz de Fora, que faturou cerca de R$ 800 mil por conta da transação do Porto para o Real em 2015, não confirmou se já recebeu alguma parte da verba. Porém, o GloboEsporte.com apurou que pelo menos parte do dinheiro foi liberado para a equipe.
Danilo foi formado nas categorias de base do Tupynambás (Foto: Andrew Yates / Reuters)
Danilo foi formado nas categorias de base do Tupynambás (Foto: Andrew Yates / Reuters)Danilo foi formado nas categorias de base do Tupynambás (Foto: Andrew Yates / Reuters)
A equipe de Juiz de Fora vive um momento político conturbado, com troca na presidência. Porém, isso não atrapalhou a sequência do advogado envolvido no caso. Lucas Otoni, que foi contratado pelo ex-presidente Francisco Quirino, foi confirmado pelo atual mandatário, Jorge Dias, para dar andamento ao processo de repasse do dinheiro.
– Nós chegamos à conclusão de que não vamos mudar o que está dando certo. O doutor Lucas segue com a gente neste caso do Danilo – disse o presidente.
Danilo rendeu cerca de R$ 800 mil ao Baeta entre 2015 e 2016. A verba recebida pelo Tupynambás, àquela época inativo desde 2007, possibilitou que o clube quitasse dívidas trabalhistas, conseguisse as Certidões Negativas de Débito (CNDs) e regularizasse sua situação com a Federação Mineira de Futebol (FMF) e a CBF para retornar ao futebol profissional, o que ocorreu em 2016, quando o Leão do Poço Rico se sagrou campeão da terceira divisão estadual.
Agachado, à esquerda, Danilo defendeu o Baeta entre 2004 e 2005 (Foto: Tupynambás)Agachado, à esquerda, Danilo defendeu o Baeta entre 2004 e 2005 (Foto: Tupynambás)Agachado, à esquerda, Danilo defendeu o Baeta entre 2004 e 2005 (Foto: Tupynambás)

Natural de Bicas, município que fica a cerca de 40 quilômetros de Juiz de Fora, Danilo chegou ao Baeta, como o clube é conhecido, ainda no último ano da categoria mirim, em 2004, e demorou a ganhar a posição entre os titulares do time infantil, por ser novato. No entanto, a qualidade foi aparecendo e Danilo, que atuava como volante e lateral-direito, passou a se destacar. Como titular, em 2005, subiu para a equipe infantil e despertou o interesse do América-MG, deixando o clube de Juiz de Fora para dar sequência à carreira, passando por Santos, Porto, Real Madrid e seleção brasileira.
Postar um comentário