Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Copa do Brasil: Goleiro falha e Inter vence Vitória no último minuto

Foto: Divulgação/SCI
Há um ano Internacional e Vitória travavam uma briga intensa nos tribunais no caso Victor Ramos. O julgamento acabou com vitória dos baianos e, assim, o Inter teve de se conformar com o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.
Na noite dessa quarta, as equipes se reencontraram pela primeira vez desde então. Além do sentimento amargo dos colorados, o adversário rubro-negro não trazia boas lembranças em campo, já que conseguido duas vitórias e um empate nos últimos três confrontos.
Tudo isso foi deixado de lado nessa quarta, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, diante de 16.599 pagantes, pelo duelo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. No fim, o Internacional conseguiu superar os traumas e os tabus para abrir vantagem com uma vitória por 2 a 1 e, assim, ficar com o direito de confirmar sua classificação com qualquer empate na quinta-feira (19), às 19h15, no estádio do Barradão, em Salvador. Pelo gol qualificado, o Vitória só precisa de uma vitória por 1 a 0.
O papel de vilão da noite é o que chamou mais atenção. Depois de Patrick abrir o placar, Rodrigo Dourado acabou entregando a bola em uma saída da defesa e deu empate de presente a Denílson. Mas, o jovem goleiro Caíque resolveu ser o protagonista infeliz. Aos 45 do segundo tempo, o arqueiro rubro-negro foi tentar encaixar e soltou uma bola boba para dentro da própria meta.
O jogo 
Aproveitando a condição física melhor (o Inter estava há 21 dias sem jogos oficiais, enquanto o Vitória disputou as finais do Estadual) e até uma certa desatenção dos visitantes, os donos da casa começaram melhor, dominando as ações e pressionando. O Vitória se atrapalhava na saída de bola, enquanto o Inter incomodava com toques rápidos e jogadas pelas beiradas.
O bom momento Colorado foi coroado com um belo gol aos 17 minutos. Rossi recebeu na esquerda, fez jogada individual e serviu Patrick, que de frente para o goleiro não desperdiçou a chance e abriu o placar.
O gol, no entanto, não serviu para dar mais apetite ao Inter. Pelo contrário, acordou o Vitória. Pouco a pouco, os baianos passaram a incomodar Marcelo Lomba. Os sustos foram ficando cada vez mais perigosos, até que aos 42 minutos Rodrigo Dourado acabou dando uma força para os rivais.
O volante saiu jogando errado na intermediária defensiva e deu um presente para o Rhayner, que exigiu grande defesa de Lomba. No rebote, Denílson, ex-São Paulo, mandou para as redes e empatou o jogo.
Na etapa final, depois de 10 minutos e nenhuma mudança significativa, o técnico Odair Hellmann resolver agir e mandou William Pottker para o jogo na vaga de Roger. O camisa 99 não entrava em campo há 50 dias por causa de uma lesão na coxa.
Em sua primeira jogada, Pottker, talvez pela falta de ritmo, jogou para fora uma grande oportunidade de colocar o Inter à frente no placar novamente. Nico López e Brenner também saíram do banco para tentar o gol da vitória, mas a noite era de pouca inspiração para os colorados.
O Vitória, que surpreendeu pelo bom primeiro tempo, se deu por satisfeito com o empate fora de casa e não teve vergonha nenhuma de ficar o segundo tempo todo apenas se defendendo.
O que nenhum rubro-negro esperava era uma falha grosseira de Caíque. O goleiro do Vitória, que havia salvado o time aos 40 minutos, acabou deixando escapar uma bola fácil de espalmar, depois de cobrança de falta de D’Alessandro, aos 45.
Sorte do Inter, que pôde comemorar a vitória e a vantagem para o confronto de volta.
Fonte: Gazeta Esportiva
Postar um comentário