Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 1 de abril de 2018

Diretoria cobra, e Valencia se retrata via Instagram; Brenner será ouvido "Não existe possibilidade de desrespeitar companheiros, torcida ou qualquer profissionais. É inadmissível desrespeitar pessoas mais velhas e instituições", afirmou Anderson Barros.

Por Fred Gomes, Rio de Janeiro
Leo Valencia é substituído por Pimpão e sai muito irritado de campo aos 20 do 2º tempo
Mal na derrota por 3 a 2 para o Vasco, neste domingo, no Nilton Santos, Valencia se revoltou ao notar que seria substituído, aos 20 minutos do segundo tempo. Reclamou com Alberto Valentim, gesticulou e recusou o amparo de companheiros e comissão técnica. Exagerou (veja acima).
Após o jogo, Valentim procurou contemporizar e disse que a reação era compreensível pela necessidade de se vencer uma final. A diretoria alvinegra, porém, não engoliu.
Valencia jogou mal contra o Vasco e, quando substituído, saiu revoltado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Valencia jogou mal contra o Vasco e, quando substituído, saiu revoltado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Valencia jogou mal contra o Vasco e, quando substituído, saiu revoltado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Gerente de futebol, Anderson Barros tratou como "inadmissível" a postura do chileno e trabalha com a possibilidade de puni-lo. A decisão sobre como a diretoria alvinegra procederá com o camisa 10 sairá após a finalíssima do Carioca, marcada para o próximo domingo. Barros, porém, exige uma retratação o quanto antes - algo que foi feito durante a conclusão da reportagem (veja abaixo).
- O Valencia errou sim, já foi advertido e tem que se retratar com o clube. Com certeza faltou com respeito e tem que se retratar, independentemente das nossas condutas - disse Anderson ao GloboEsporte.com.
E foi além: afirmou que não haverá segunda chance caso o atleta não se desculpe publicamente.
- Além das advertências, vou discutir uma punição administrativa. Quais são os exemplos que damos para a sociedade? Não tem segunda chance. Não existe possibilidade de desrespeitar companheiros, torcida ou qualquer profissionais. Para mim, é inadmissível desrespeitar pessoas mais velhas e instituições.
No mesmo tom, o vice-presidente de futebol do Botafogo, Gustavo Noronha revelou-se incomodado com o comportamento de Valencia, também cobrou retratação, mas afirmou estar empenhado em voltar as atenções alvinegras para a final do próximo domingo.
- (A atitude) Foi desrespeitosa e não será tolerada. Já houve uma conversa no vestiário e todos os nossos profissionais sabem das suas responsabilidades, dentro e fora de campo. Antes de qualquer coisa, ele tem que se retratar com o treinador e com os companheiros. Mas vamos tratar o caso internamente, sem transformar isso numa novela. O foco tem que estar no segundo jogo e na decisão - afirmou Noronha à reportagem.
Enquanto a reportagem era concluída, o chileno se retratou via Instagram e se explicou a respeito da reação desproporcional. Não foi exatamente um pedido de desculpas, mas ele procurou apontar razões para ter explodido. Confira abaixo.
Ao tomar conhecimento do posicionamento, Gustavo Noronha aprovou a atitude do jogador.
- O fato de já ter reconhecido o erro nas redes sociais é um bom começo - afirmou Noronha.
Apesar do pedido de desculpas de Valencia, a diretoria ainda conversará com o atleta de 26 anos.

Gestual de Brenner e saída lenta de campo também em pauta


Outro jogador que terá de se reunir com Anderson Barros é Brenner. Substituído aos 27 minutos da etapa final, deixou o campo caminhando lentamente, abriu os braços em direção a Valentim e falou algumas coisas.
Brenner jogou bem, mas também deixou o campo parecendo insatisfeito (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Brenner jogou bem, mas também deixou o campo parecendo insatisfeito (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)Brenner jogou bem, mas também deixou o campo parecendo insatisfeito (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
De onde assistia à partida, Anderson não conseguiu identificar se houve desrespeito durante o rompante do autor do segundo gol alvinegro. Por isso, ouvirá o atleta.
- Vou conversar também com o Brenner para saber que postura é essa e se houve desrespeito. No momento da ação, não gostei da postura. Posso criticar inicialmente uma postura de ele vir andando (na saída). Se ele me mostrar que não houve falta de respeito, tudo bem.
- Vou conversar para saber realmente o que aconteceu, sobre a forma que saiu e por ter aberto os braços. Se houve desrespeito, da mesma forma (que Valencia) terá que se justificar e se retratar.
Também via Instagram, Brenner foi outro a se manifestar na noite deste domingo. E, em seu texto, garantiu não ter discutido com Valentim.
Postar um comentário