Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Flamengo tem atuação ruim novamente e só empata com Santa Fe

  • SANTAFLA-13.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-12.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-11.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-10.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-9.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-8.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-7.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-6.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-5.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-4.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-3.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-2.jpgGilvan de Souza / Flamengo
  • SANTAFLA-1.jpgGilvan de Souza / Flamengo
Nesse momento, dizer que o Flamengo é confiável é quase impossível. Apesar do elenco forte, com a base da temporada passada mantida, o Rubro-Negro segue colecionando atuações ruins. Se o jogo individual não sobressai, dificilmente a vitória aparece. Em Bogotá, nesta quarta-feira, nada de diferente. O Flamengo jogou muito abaixo do esperado novamente e só empatou com o Santa Fe, por 0 a 0. 
O resultado é para ser comemorado. O Fla foi pressionado quase toda a partida e só não saiu com o revés porque o Santa Fe errou demais na hora de concluir em gols as chances. O empate, deixa os cariocas na liderança, mas não confortável.
APÁTICO
Apatia acho que é a palavra que melhor define o Flamengo em Bogotá. A altitude, com certeza, jogou contra. Mas a falta de criatividade ou de improviso para criar jogadas chega a assustar, quando analisado o elenco rubro-negro. Se é Barbieri ou não o problema, é preciso de uma análise detalhada. Mas da forma que está, não é possível ver o horizonte.
QUASE NADA
O Flamengo foi presa fácil para o Santa Fe. Se mostrou sem fôlego muito cedo. Até chegou em duas oportunidades, na velocidade de Vinícius Júnior. Teve sorte do juiz não assinalar pênalti de Henrique Dourado, além de tudo. Depois deste lampejo, voltou a ver os colombianos com amplo domínio e escapou de sair com um resultado reverso nos primeiros quarenta e cinco minutos. A falta de pontaria - ou ambição - do Santa Fe, também disse muito o que foi a partida. É bem limitado o time.
SEIS POR MEIA-DÚZIA?
É difícil cobrar Maurício Barbieri, se nem ele mesmo sabe se é o treinador efetivado ou não. Mas a falta de evolução da equipe dele para a de Carpegiani é palpável. O Flamengo não mudar sua forma de jogar e parece não entender a necessidade de uma obediência tática. A diretoria precisa se mexer e entender.
QUE PAPELÃO JUIZ
Primeiro o uruguaio Daniel Fedorczuk não deu um pênalti claro para o Santa Fe. E no fim parece que quis compensar. Ele terminou a partida quando Geuvânio tomou a bola do zagueiro e finalizou em gol, para marcar. Porém, o jogo já havia sido encerrado de forma inexplicável.
COMO FICA
O Flamengo segue na ponta com seis pontos, um a mais que o River Plate, da Argentina, mas com um jogo a mais. Nesta quinta-feira, em caso de vitória dos argentinos, a liderança escapará. O Santa Fe empatou todos os quatro jogos que fez e soma quatro pontos. Emelec, do Equador, tem um.
FICHA TÉCNICA
SANTA FE (COL) 0 X 0 FLAMENGO
Estádio: El Campín, em Bogotá (COL)
Data: 25/4/2018, às 21h45
Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)
Assistentes: Richard Trinidad (URU) e Miguel Nievas (URU)
Renda/Público: Não divulgado
Cartões amarelos: Gordillo (SAN); Henrique Dourado, Diego Alves, Diego (FLA)
Cartão vermelho: Nenhum
GOLS: -
SANTA FE: Zapata; Arboleda, Javier López, Tesillo e Nicolás Gil; Armando Vargas, Gordillo e Perlaza; Pajoy (Roa, 26'/2ªT) , Plata e Wilson Morelo. Técnico: Agustín Julio.
FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Jonas, 44'/2ºT); Lucas Paquetá, Vinicius Júnior (Marlos, 38'/2ºT) e Henrique Dourado (Geuvânio, 26'/2ªT). Técnico: Maurício Barbieri.
Fonte: Lance!
Postar um comentário