Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Há dois jogos sem vencer, Palmeiras estreia no Brasileiro contra Botafogo

O Palmeiras estreia na edição de 2018 do Campeonato Brasileiro às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, contra o Botafogo, no Engenhão. Considerado um dos principais candidatos ao título, o time alviverde tentará reencontrar a vitória após duas partidas.
Derrotado pelo arquirrival Corinthians na decisão do Campeonato Paulista, o Palmeiras cedeu o empate ao Boca Juniors na última rodada da Copa Libertadores. No Rio de Janeiro, o time comandado pelo técnico Roger Machado precisa de um resultado positivo para tranquilizar o ambiente.
Diferentemente do que fez em 2017, quando priorizou a Copa Libertadores, o Palmeiras não planeja abrir mão do Campeonato Brasileiro de maneira precoce. Na lateral esquerda, Diogo Barbosa e Victor Luis brigam por posição, enquanto Keno e Willian concorrem no ataque.
“Para sermos considerados favoritos, precisamos evoluir como equipe. Temos grandes jogadores, mas, coletivamente, devemos justificar o rótulo de equipe mais qualificada e favorita ao título. O papel aceita tudo, é na prática que vamos ver o que acontece”, afirmou o técnico Roger Machado.
O duelo a ser disputado no Engenhão marca o reencontro do Palmeiras com Alberto Valentim, ganhador do Campeonato Carioca 2018 como técnico do Botafogo. O ex-lateral direito dirigiu o time palestrino cinco vezes como interino de 2014 a 2017 e foi o antecessor de Roger Machado.
No Botafogo, Valentim tem problemas para escalar o time. Após perder o lateral esquerdo Moisés e o meia Luiz Fernando na final do Campeonato Carioca, ele também não contará com o meia Renatinho, que sentiu leão muscular contra o Audax Italiano-CHI.
Com isso, Gilson deve ser mantido na lateral esquerda. Já no meio, o comandante pode optar por escalar uma equipe com três volantes ou seguir com dois meias de criação. Outra alternativa é colocar o atacante Rodrigo Pimpão ao lado de Brenner na frente.
“Acho que o momento atual é sempre o melhor. Eu vivi boa fase no Inter. Fiz oito gols em quatro jogos, estava em uma fase excelente. Kieza chegou e, por opção, é normal. Por acaso, Kieza sentiu uma lesão, e eu estava preparado. Pude dar a resposta”, afirmou Brenner.

Fonte: Yahoo
Postar um comentário