Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Maranhense: Moto Club toma susto, mas faz gol salvador e fatura taça

Melhor campanha da primeira fase, o Moto Club voltou a conquistar o Campeonato Maranhense. Na noite deste domingo, o Bicho-Papão sofreu, mas jogou com o regulamento embaixo do braço para superar o Imperatriz e faturar a 26ª conquista em sua história.
Dentro de campo, a equipe da capital acabou perdendo por 2 a 1, no Frei Epifânio, no interior do Maranhão.
Apesar da derrota, o Moto faturou o título pela larga vantagem conquistada no jogo de ida, quando venceu por 3 a 0, no Castelão, em São Luís. Os rubro-negros poderiam ter perdido por até dois gols de diferença. Apesar de ter sofrido pressão, a equipe controlou bem o duelo. 
Um dos principais times do Estado, o Moto Clube ainda está atrás do maior rival Sampaio Corrêa na década (5 x 2). Mesmo assim, a equipe tem melhorado seu desempenho e conquistou o segundo título em três anos, voltando a figurar entre os líderes do Maranhão.
Os dois times agora se preparam para o início da Série D do Campeonato Brasileiro. Rebaixado no ano passado, o Moto Club estreia no torneio contra o Assu, no Rio Grande do Norte, no domingo, 22, enquanto o Imperatriz recebe o América-RN, na segunda-feira, 23, às 21h15.
Para um time que precisava marcar gols para se classificar, o Imperatriz enfrentou bastante dificuldade. O lance que mais chamou atenção na primeira etapa foi o choque de Rodrigo Ramos com o atacante Adauto. O goleiro do Moto sentiu bastante a cabeça e deixou o gramado chorando e cambaleando. Justamente testando o novo guarda-redes, o Cavalo assustou em cabeçada de Matheus. 
O jogo pegou fogo no segundo tempo. Logo aos dez minutos, o Imperatriz abriu o placar em cobrança de pênalti de Daniel Barros. Os donos da casa aumentaram a pressão e ampliaram aos 20 minutos em cabeçada firme de Kanu. A situação parecia tensa para o Moto, mas os comandados do técnico Marcinho Guerreiro se mantiveram frios e conseguiram descontar. 
Ricardo Maranhão mostrou oportunismo depois de bola no travessão e completou de cabeça para o fundo das redes. O Imperatriz foi guerreiro, fez pressão, levou perigo em cobranças de falta, mas o título ficou nas mãos do Moto Club.

Fonte: Futebol do Interior
Postar um comentário