Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Palmeiras vence Boca na Bombonera e se classifica na Libertadores

  • bocapalm-6.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • bocapalm-5.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • bocapalm-4.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • bocapalm-3.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • bocapalm-2.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • bocapalm-1.jpgFotos: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Depois dos protestos de alguns torcedores em Buenos Aires (ARG), o Palmeiras deu a resposta em grande estilo na noite de quarta-feira. Com gols de Keno e Lucas Lima, venceu por 2 a 0 e “copou” o Boca Juniors dentro da Bombonera. O Verdão está classificado às oitavas da Libertadores.
A boa atuação alviverde na casa de um dos grandes times da competição é marcante. Foi a primeira vez que o Palmeiras venceu na Bombonera (eram quatro empates e uma derrota antes), e apenas a 13ª partida em que o Boca é batido em sua casa na Libertadores. Depois das frustrações do começo dos anos 2000 contra a equipe amarela e azul, o Verdão volta de Buenos Aires com um resultado gigante! 
A mística da Bombonera
O barulho que a torcida do Boca faz antes da bola rolar impressiona. As faixas, chuva de papel picado, com a batucada e a garganta incansável dos argentinos criaram um ambiente hostil na entrada do Palmeiras ao campo. Mas os 2 mil palmeirenses que foram ao estádio viram seu time bem desde o início.
Da corneta à redenção
Quando o Palmeiras caiu de rendimento, Marcos Rocha e Keno não vinham bem. O lateral-direto estava com problemas para marcar Pavón, e o atacante errava demais. Pois foi de um cruzamento de Marcos e o cabeceio preciso do camisa 11 que o Verdão fez 1 a 0 na Bombonera.
Susto antes do intervalo
Já sem o mesmo barulho do começo do jogo, o Boca criou chances para o empate, ambas com Ábila, nos minutos finais do primeiro tempo. Logo após o gol, o centroavante perdeu inacreditavelmente, e na segunda fez o gol, mas estava impedido. 
Jailson e Lucas Lima decidem
Com o grito incessante de sua torcida, o Boca acuou o Palmeiras no segundo tempo. Os argentinos que cantavam para dar força ao time queriam era gritar gol, e alguns fizeram isso, duas vezes na etapa final. Mas os chutes de Pavón e Pablo Pérez pegaram na rede pelo lado de fora e enganaram parte do estádio. Quando os tiros tiveram direção, Jailson evitou o empate. 
E na saída errada de Rossi, goleiro do Boca, Lucas Lima, tocou para o gol aberto, para fazer o 2 a 0 em favor do Verdão. Tevez até descontou, mas estava impedido. A festa na Bombonera, assim, foi murchando e que comemorou foi o Palmeiras. 
Que venha o mata-mata
Após ‘copar’ na Bombonera, o Verdão chega a 10 pontos e, já garantido nas oitavas, lidera o Grupo 8. O Boca está distante, com cinco.
FICHA TÉCNICA
BOCA JUNIORS 0 X 2 PALMEIRAS
Local: Bombonera, Buenos Aires (ARG)
Data-Hora: 25/4/2018 - 21h45
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Auxiliares: Claudio Rios (CHI) e Jose Retamal (CHI)
Público/renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Nández, Ábila, Pablo Pérez e Magallán (BOC), Hyoran, Marcos Rocha e Keno (PAL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Keno (39'/1ºT) (0-1), Lucas Lima (21'/2ºT) (0-2),
BOCA JUNIORS: Rossi; Jara, Vergini, Magallán e Más; Sebastián Pérez (Reynoso, aos 22'/2ºT), Nández e Pablo Pérez; Tévez (Bou, aos 39'/2ºT), Pavón e Ábila. Técnico: Guillermo Schelotto.
PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Moisés, aos 37'/2ºT); Dudu, Keno (Hyoran, aos 27'/2ºT) e Borja (Willian, aos 16'/2ºT). Técnico: Roger Machado.
Fonte: Lance!
Postar um comentário