Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Sonolento, Atlético-MG perde na estreia da Copa Sul-Americana

Bruno Cantini / Atlético
Ainda juntando os cacos da perda do título do Campeonato Mineiro, ao ser derrotado para o Cruzeiro por 2 a 0, no Mineirão, no último domingo, o Galo voltou a ser batido, na noite dessa quarta-feira, na Argentina. Desta vez, o clube mineiro sofreu um revés para o San Lorenzo, por 1 a 0, na estreia das equipes na edição 2018 da Copa Sul-Americana.
O Galo não foi bem neste jogo em solo argentino. A equipe alvinegra criou pouco, e teve setores bastante comprometidos durante a partida. O zagueiro Gabriel e o volante Elias voltaram a fazer partidas ruins. A oscilação também voltou a aparecer. O San Lorenzo também não foi tão eficiente, poderia ter aproveitado mais as chances, mas fez, pelo menos, um gol.
As equipes voltam a se encontrar no dia 8 de maio, uma terça-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência.
Primeiro tempo
O Atlético começou melhor em campo. A equipe alvinegra buscava mais o ataque e queria decidir a partida. No entanto, o time de Thiago Larghi encontrava dificuldades.
Isso porque o Galo não colocava no campo do adversário uma quantidade suficiente de jogadores. Com isso, quando a bola chegava ao ataque, os homens da frente tinham poucas opções de passe. À beira do gramado, Larghi pedia para o Atlético chegar ao ataque em blocos, com seis atletas no minimo, mas isso não acontecia.
O San Lorenzo ainda não foi citado no primeiro tempo. Isso porque a equipe adotava uma postura defensiva e pouco atacava. No primeiro tempo, o time que jogava em casa pouco risco apresentou contra a meta do goleiro Victor.
No entanto, quando resolveu se arriscar, marcou. Aos 40 minutos, em chute de fora da área, Victor deu rebote e Gudinõ aproveitou para marcar o tento.
Após o tento, o Atlético sofreu para ficar em campo. O time parecia desconcentrado, os jogadores não conseguiam mais segurar a bola e o San Lorenzo passou a encontrar mais espaços.
Segundo tempo
Os primeiros minutos da etapa complementar atleticana foi um show de horrores. O Atlético virou um time totalmente desorganizado defensivamente. Elias estava perdido e atrapalhava o restante. No efeito dominó, Gabriel e Bremer pareciam jogar vendados. Fábio Santos e Patric sentiam os efeitos.
O Galo só conseguiu levar alguma dificuldade aos 16 minutos. Em uma boa troca de passes, Gustavo Blanco que tinha acabado de entrar, cruzou e a zaga teve dificuldade para tirar.
O San Lorenzo seguia sendo médio agressivo. Não era muito, mas tinha algumas chegadas. Algumas delas poderiam ser mais bem aproveitadas, sobretudo, diante da defesa atleticana perdida em campo.
O Galo, por sua vez, não conseguia chegar. Nem mesmo o placar contrário fazia o time conseguia atacar com qualidade, criar chances.
Fonte: Gazeta Esportiva
Postar um comentário