Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 9 de junho de 2018

Após tropeços e retrocesso, Botafogo se divide e vê Valentim em xeque

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS)
Alberto Valentim chegou ao Botafogo e, de cara, flertou com o sucesso ao conquistar o Campeonato Carioca sobre o Vasco. A evolução do trabalho em relação ao antecessor Felipe Conceição era clara e o otimismo tomou conta do clube e da torcida. Porém, o desempenho não só estagnou como regrediu.
O Botafogo acumulou tropeços para América-MG, Vitória e Ceará, sendo os dois últimos no Nilton Santos (Engenhão). Eram vitórias que estavam no planejamento para seguir na luta por melhores posições no Campeonato Brasileiro. A decepção neste sentido foi grande e deixou Alberto Valentim em xeque.
Dois problemas se destacam. O primeiro é o retrocesso apresentado em campo. Há alguns jogos o time apresentava um padrão tático e tinha atuações melhores. Além disso, a dificuldade de encarar times que jogam fechados, casos de América-MG, Vitória e Ceará e, consequentemente, os tropeços, pesam na análise.
Vale ressaltar, no entanto, que há uma divisão na diretoria. O grupo político do atual presidente Nelson Mufarrej, Mais Botafogo, está descontente e pediu a cabeça de Valentim. Membros da cúpula do futebol, no entanto, pensam diferente e ainda acreditam que o treinador poderá dar a volta por cima e retomar o bom futebol já apresentado há poucos jogos.
A tendência é que Valentim tenha tempo de mostrar que poderá recuperar o prestígio até a parada para a Copa do Mundo. Isso quer dizer que ele terá mais dois jogos pela frente para mudar afastar a rejeição de pessoas influentes nas tomadas de decisão do Botafogo.
Neste domingo, o Alvinegro tem o Bahia, em Salvador, como o próximo desafio. Por fim, o Botafogo receberá o Atlético-PR, no Nilton Santos, na quarta-feira. Esses serão os dois jogos antes do recesso para a disputa da Copa do Mundo. O período será importante para treinar e resolver os problemas da equipe. Resta saber quem será o comandante.
Postar um comentário