Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 9 de junho de 2018

Espanha faz pouco, mas derrota a Tunísia em último amistoso antes da Copa

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)
Em seu último amistoso antes da Copa do Mundo de 2018, a Espanha não fez uma grande partida, mostrou falta de objetividade e chegou até a ouvir vaias, mas conseguiu derrotar a Tunísia por 1 a 0, neste sábado (9), em Krasnodar, na Rússia.
Apesar do domínio, o time espanhol criou muito pouco, sobretudo no primeiro tempo, e venceu o jogo graças a um gol de Aspas, aos 38 minutos da segunda etapa. Antes do intervalo, a Tunísia criou as melhores chances para marcar.
A Espanha está no grupo B do Mundial, ao lado de Portugal, Irã e Marrocos. Já a Tunísia está na chave G, com Bélgica, Inglaterra e Panamá
A Espanha foi para a partida com Rodrigo no comando do ataque. Para municiar o brasileiro naturalizado espanhol, o técnico Julen Lopetegui escalou Iniesta, Isco e Silva no meio, com Busquets e Thiago um pouco mais recuados. A única ausência era o lateral direito Daniel Carvajal, que continua se recuperando de uma lesão muscular que sofreu durante a final da Liga dos Campeões.
Tudo levava a crer que a Espanha encontraria alguma facilidade devido à diferença técnica de cada uma das seleções. Isso, porém, ficou na teoria -pelo menos antes do intervalo. Nos primeiros 45 minutos, o time espanhol não forçou e procurou tocar a bola com calma, o que facilitou a marcação do adversário, bem fechado na defesa. Mesmo com maior posse de bola e jogadores habilidosos no meio, como Iniesta e Isco, a equipe criou muito pouco.
A Tunísia surpreendeu. E dos dois lados do campo. Na defesa, com uma boa organização, não cedeu espaços para o rival. No ataque, só não marcou porque faltou caprichar nas finalizações. Teve ao menos duas chances claras para marcar no primeiro tempo. Aos dez minutos, em um contra-ataque rápido, Badri, livre, aproveitou uma sobra de bola e chutou fraco, nas mãos de De Gea. Aos 33 minutos, Sliti perdeu uma ótima oportunidade na pequena área.
Insatisfeito com o seu time, o técnico da Espanha, Lopetegui, fez três alterações no intervalo: sacou Isco, Thiago Alcântara e Odriozola para colocar
Nacho, Lucas Vázquez e Koke. A Espanha continuou com a posse de bola no segundo tempo, mas, assim como na primeira etapa, não tinha criatividade no meio de campo. A Tunísia, por sua vez, perdeu o fôlego. Parecia cansada e satisfeita com o empate. Dessa forma, não ameaçou mais De Gea.
Aos 18 minutos da segunda etapa, a Espanha finalmente acertou o seu primeiro chute na baliza defendida pelo goleiro da Tunísia, com Diego Costa, que entrara na vaga de Rodrigo. Aos 38 minutos, o gol do triunfo. Diego Costa recebeu um lançamento e tentou driblar o goleiro, mas não conseguiu. O atacante ficou sem ângulo e rolou a bola para Aspas, que chutou de primeira para as redes.
A Espanha estreia na Copa do Mundo contra Portugal, na sexta-feira (15), às 15h (de Brasília), no Estádio Olímpico de Fisht. Já a Tunísia inicia a sua jornada no Mundial contra a Inglaterra, na outra segunda-feira (18), às 15h, na Arena Volgogrado.
Postar um comentário