Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Grêmio vence fora de casa e aumenta crise do Bahia

  • bahiagremio.jpgFOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
  • bah-gre-5.jpgFelipe Oliveira / EC Bahia
  • bah-gre-4.jpgFelipe Oliveira / EC Bahia
  • bah-gre-3.jpgFelipe Oliveira / EC Bahia
  • bah-gre-2.jpgFelipe Oliveira / EC Bahia
  • bah-gre-1.jpgFelipe Oliveira / EC Bahia
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS)
O Grêmio venceu o Bahia, neste domingo (3), em Salvador. O jogo da nona rodada foi marcado por muitas faltas, sete cartões amarelos e poucas chances de gol. A equipe de Renato Gaúcho fez uma jornada atípica, com menos profundidade, e o time de Guto Ferreira não conseguiu nem na pressão pelo alto evitar a derrota. Maicon e Thaciano marcaram no 2 a 0 em favor do clube gaúcho.
Para o Grêmio, a vitória na Fonte Nova é uma compensação ao empate com o Fluminense na rodada anterior. Com o resultado, o time gaúcho chega a 16 pontos e vira vice-líder pelos critérios. Na segunda-feira o Flu, que pega o Paraná fora de casa, pode ultrapassar o clube gaúcho.
Já nas contas do Bahia a derrota é péssima. Com oito pontos no Brasileiro, o time baseava a campanha justamente nos resultados como mandante. Com o revés, a pressão para demissão de Guto Ferreira aumenta. A torcida presente no jogo chegou a gritar "adeus, Guto" no final.
Maicon , outra vez, foi o melhor jogador no Grêmio. Mesmo que a atuação dele tenha sido menor na comparação com outros jogos individuais, acabou sendo decisiva. Já o zagueiro argentino Kannemann garantiu segurança e imposição contra adversário que forçou jogo aérea.
André Allione novamente fez jogo abaixo do esperado. Com pouquíssima participação, potencializou as dificuldades do time gaúcho em manter a posse da bola e ter profundidade. O argentino do Bahia foi escalado pela direita e não ajudou. O primeiro a ser sacado, assistiu do banco uma melhora no volume do time da casa.
A falta de Lucas Fonseca em Ramiro rendeu o décimo terceiro pênalti a favor do Grêmio no ano. Até este domingo, o tricolor fez todos. O 100% de aproveitamento terminou com Maicon, que chutou rasteiro no canto direito e viu Douglas defender. No rebote, o próprio camisa 8 colocou no lado oposto e marcou.
O Grêmio que sufoca adversários e está sempre perto da área não apareceu no primeiro tempo em Salvador. Mesmo que tenha encerrado a etapa inicial com mais posse de bola que o Bahia, o time gaúcho foi menos agressivo. Reflexo dos vários desfalques, mas também de atuações individuais que não foram tão boas. O suficiente, no entanto, para vitória parcial.
"A gente fez o gol e parou de jogar. Ficamos com a posse de bola, mas sem objetividade. E aí vai ficar a gente defendendo e eles atacando", disse Maicon na ida para o intervalo e o cenário se confirmou. As entradas de Lima, Thaciano e Pepê renderam contra-ataques pontuais, mas nos acréscimos garantiram o 2 a 0.
A vantagem do Grêmio logo com 10min deixou o Bahia ainda mais pressionado. E a postura em casa já indicava um jogo mais ofensivo mesmo. O problema é que o time de Guto Ferreira não apresentou grande repertório e ficou longe do gol mesmo quando viveu melhor fase no primeiro tempo. Muito jogo aérea, bola longa para laterais apostarem corrida e só.
Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador
Juiz: Pericles Bassols Cortez (PE)
Cartões amarelos: Douglas, Zé Rafael (B); Jailson, Bruno Cortez, Bressan, Everton, Maicon (G)
Gols: Maicon, aos 10min do 1º tempo; e Thaciano, aos 48min do 2º tempo
BAHIA
Douglas; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo Pelé; Elton, Edson (Flávio), Allione (Vinicius), Régis e Zé Rafael; Júnior Brumado (Fernandinho). T.: Guto Ferreira
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Gomes, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Maicon, Ramiro (Lima), Thonny Anderson e Everton; André (Thaciano). T.: Renato Gaúcho
Postar um comentário