Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Inspiração em Luís Fabiano, apelido de lutador e esperança da família: Popó, o artilheiro dos mais de 100 gols no Cruzeiro Jovem atacante de 17 anos, que se destaca com artilharia, tenta dar dia melhores à família

Inspiração em Luís Fabiano, apelido de lutador e esperança da família: Popó, o artilheiro dos mais de 100 gols no Cruzeiro


Por Gabriel Duarte, de Belo Horizonte
Desde o começo da vida, Vinícius Santana da Silva aprendeu a utilizar bem o apelido que ganhou na infância: lutar, assim como quem inspirou seu apelido por dias melhores a ele e à família. Apelidado de Popó na infância, por causa do lutador brasileiro Acelino "Popó" Freitas, o jovem atacante cruzeirense de 17 anos vem passando por cima das possíveis adversidades dentro de campo. Como? Com gols. Ele já tem 105 marcados com a camisa cruzeirense, o que gerou uma promoção à categoria sub-20, por onde também já deixou sua marca.
Popó já é conhecido de todos nas categorias de base. E também dos adversários. Antes do jogo contra o Vasco, no Mineirão, neste mês, foi homenageado pelo Cruzeiro por chegar aos 100 gols na base, marca atingida na goleada celeste por 6 a 0 sobre o Novos Horizontes, pela segunda rodada do Mineiro Sub-17, em abril.
Popó recebeu placa por 100 gols marcados na base (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)Popó recebeu placa por 100 gols marcados na base (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)Popó recebeu placa por 100 gols marcados na base (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
- Eles ficam me chamando de homem-gol, homem dos 100 gols. É muito legal esse carinho. Os adversários já me conhecem também. Sabem que, se bobear, eu faço gol mesmo - afirma o jogador em conversa com o GloboEsporte.com.
Sabem que, se bobear, eu faço gol mesmo
Popó explicou o motivo do apelido, muito por causa do seu corpanzil e fisionomia quandro era criança. Na época em que Vinícius nasceu, o lutador, campeão mundial em 1999, já fazia muito sucesso.
Atacante explicou o apelido que utiliza no Cruzeiro, dado por um colega do pai (Foto: Gabriel Duarte)Atacante explicou o apelido que utiliza no Cruzeiro, dado por um colega do pai (Foto: Gabriel Duarte)Atacante explicou o apelido que utiliza no Cruzeiro, dado por um colega do pai (Foto: Gabriel Duarte)
- Quem meu deu esse apelido foi um colega do meu pai, Silvinho. Quando eu tinha três anos, ele me chamou de Popó, quando o Acelino Popó era famoso. Aí foi pegando. E eu fui gostando. Colocou porque eu era fortinho, gordinho, achou que eu parecia um pouquinho. Gosto do apelido e espero fazer esse nome, levar para o futebol e fazer muitos gols.
Por causa dos gols marcados na base, Popó, mesmo com 17 anos, já foi chamado para ajudar no sub-20 cruzeirense. Já foram três jogos na temporada, com dois gols marcados, sendo que um foi feito na vitória por 2 a 1 sobre o América-MG, quando estreou.
- Estou muito feliz por ter subido, pelo Ricardo (Resende, treinador do sub-20 do Cruzeiro) ter gostado do meu trabalho. Espero continuar ajudando ele com os gols. Trabalhar para ser titular, fazer muitos gols, ajudar o sub-20, sub-17, ajudar com gols e assistência para, quando chegar minha hora, também poder ajudar no profissional - plana o jogador.

CR7? Messi? Neymar?

Qual destes craques inspirada o jogador do Cruzeiro? Nenhum dos três. A inspiração de Vinícius é Luís Fabiano. O atacante que fez história pelo São Paulo e foi titular da Seleção na Copa de 2010, na África do Sul, é quem Popó mais gosta entre aqueles que atuam na posição em que joga.
Luis Fabiano é a inspiração de Popó para atuar no ataque (Foto: Caio Maciel / EPTV)Luis Fabiano é a inspiração de Popó para atuar no ataque (Foto: Caio Maciel / EPTV)Luis Fabiano é a inspiração de Popó para atuar no ataque (Foto: Caio Maciel / EPTV)
- Eu me inspiro no Luís Fabiano, que jogava no São Paulo. Gosto bastante dele, porque faz o pivô, bem ligeiro na área e também tem a característica de fazer gol. É um cara que me agrada bastante.

Esperança da família

Vinícius chegou ao Cruzeiro em 2014, vindo de São José do Rio Preto-SP. É a esperança para a família de dias melhores. A mãe Cristina de Souza, junto com o irmão, veio para Belo Horizonte há dois anos. Os dois acompanham, agora de perto, os passos do garoto. Com dificuldades de encontrar emprego na capital mineira, ela trabalha na entrada da Toca da Raposa I, local de treinos do filho, vendendo açaí.
Vinícius Popó e a mãe Cristina, que vende açaí na Toca da Raposa (Foto: Gabriel Duarte)Vinícius Popó e a mãe Cristina, que vende açaí na Toca da Raposa (Foto: Gabriel Duarte)Vinícius Popó e a mãe Cristina, que vende açaí na Toca da Raposa (Foto: Gabriel Duarte)
- Vendo o açaí, junto do Cabelo (outro vendedo na porta da Toca I). Como está difícil de arrumar serviço, fico vendendo aqui. Aqui estou mais perto dele e dá para acompanhar mais os jogos quando os horários combinam. Estes meses não estou acompanhando muito bem, devido ao açaí, mas é um orgulho. Naturalmente, sou muito orgulhosa dele. No momento, não estamos em uma situação boa financeiramente, então às vezes não dá para acompanhar - lamenta a mãe.

Números de Vinícius Popó no Cruzeiro:

Total: 128 jogos - 105 gols
2018 (8 jogos, 8 gols)
Campeonato Mineiro Sub-20:
 3 jogos – 2 gols
Campeonato Mineiro Sub-17: 5 jogos – 6 gols
2017 (43 jogos, 21 gols)
Copa Next Sub-17: 3 jogos – 2 gols
Copa Nacional Sub-17: 5 jogos – 2 gols
Campeonato Mineiro Sub-17: 22 jogos – 13 gols
Copa do Brasil Sub-17: 6 jogos – 4 gols
J-League Championship: 4 jogos – 1 gol
Taça BH: 3 jogos
2016 (33 jogos, 42 gols)
Copa Brasil Sub-15: 4 jogos – 5 gols
Copa da Amizade Brasil-Japão: 4 jogos – 8 gols
Campeonato Mineiro Sub-15: 15 jogos – 23 gols
Campeonato Mineiro Sub-17: 1 jogo – 1 gol
Cruzeiro Cup: 5 jogos – 2 gols
Supercopa Natal: 4 jogos – 3 gols
2015 (39 jogos, 33 gols)
Copa Dadazinho Estadual: 6 jogos – 10 gols
Copa Dadazinho Nacional: 6 jogos – 7 gols
Copa Timóteo: 4 jogos – 3 gols
Copa Brasil Sub-15: 3 jogos – 1 gol
BH Cup: 6 jogos – 5 gols
Campeonato Mineiro Sub-15: 9 jogos – 3 gols
Copa União Sub-16: 1 jogo – 1 gol
2014 (5 jogos, 1 gol)
BH Cup: 
5 jogos – 1 gol
Postar um comentário