Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quarta-feira, 6 de junho de 2018

São Paulo empata com o Internacional e é vaiado no Morumbi

  • saointer.jpgRubens Chiri / saopaulofc.net
  • sao-int-6.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
  • sao-int-5.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
  • sao-int-4.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
  • sao-int-3.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
  • sao-int-2.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
  • sao-int-1.jpgFotos: Ricardo Duarte/S.C.Internacional
ALINNE FANELLI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)
Em fria noite no Morumbi, o torcedor são-paulino não comemorou como gostaria. O time tricolor ficou no 0 a 0 com o Internacional, em desempenho sem brilho e muito confuso, e deixou o campo vaiado.
O ponto conquistado faz com que o São Paulo durma na vice-liderança do Brasileiro, com 17 pontos, enquanto o time de Porto Alegre fica em quinto lugar, com 16. Ambos podem ser ultrapassados nesta quarta (6), no decorrer da décima rodada.
O técnico Diego Aguirre colocou em campo uma equipe bastante modificada. Eram cinco baixas com relação ao último jogo, além de Jucilei, que ficou no banco.
Com um primeiro tempo monótono, as equipes tiveram posse de bola, mas sem criatividade. Foram poucas as chegadas mais emocionantes. 
O São Paulo começou em um bom ritmo e já nos primeiros minutos teve chance de abrir o placar com Tréllez, que se enrolou com a bola, e com Liziero, que parou nas mãos de Danilo Fernandes.
Quando se defendiam, todos os jogadores do Inter ficavam no seu campo. Com algumas tentativas no contra-ataque, o time do Sul não ameaçou.
Os momentos de nervosismo dos são-paulinos eram em bolas cruzadas na área. Sidão soltou uma delas e, depois disso, ouviu vaias a cada toque na bola. Os apupos eram, principalmente, por falhas na derrota por 3 a 1 do último sábado (2), em clássico contra o Palmeiras.
A equipe da casa teve boa movimentação no ataque, mas, na hora do passe próximo à área, errou muito.
O confronto só ficou mais animado no final, quando Reinaldo acordou o estádio com uma bomba de fora da área, aos 36 min.
Na segunda etapa, o time tricolor chegou bem com Lucas Fernandes, aos 5 min, e depois desse momento teve alguns minutos de um futebol muito ruim, desorganizado.
O Inter aproveitou e foi para cima. Jogando pelos lados, teve boas chegadas com chances na pequena área. Em uma delas, aos 10 min, Damião não conseguiu o arremate na cara do gol.
Mostrando certa ansiedade, o São Paulo retomou um pouco da organização.
Defensivamente, a equipe visitante estava bem postada e mostrou grande segurança. Na frente, apesar de qualidade na troca de passes, faltou o capricho nas finalizações.
Empurrado pelos torcedores, o São Paulo tentou pressionar, mas também não foi competente o suficiente para balançar a rede. A bola rodou de um lado para o outro apenas.
Erros dos dois lados fizeram com que o placar não saísse do zero. Depois de mais de dois meses, os são-paulinos saíram de campo sob muitas vaias das arquibancadas.
SÃO PAULO
Sidão; Éder Militão, Arboleda, Anderson Martins, Reinaldo; Petros, Liziero (Paulinho Boia), Lucas Fernandes (Shaylon), Everton; Tréllez (Araruna), Diego Souza. T.: Diego Aguirre
INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Iago; Charles (Camilo), Edenílson, Patrick; Lucca (Rossi), Pottker (Nico López), Leandro Damião.
T.: Odair Hellmann
Estádio: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Cartões amarelos: Tréllez, Liziero e Everton (São Paulo); Danilo Fernandes e Edenílson (Internacional)
Público e renda: 14.730 publico total e R$ 324.896,00
Postar um comentário