Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Atlético-PR desencanta e sai na frente do Peñarol pela Sul-americana

Miguel Locatelli/CAP
O Atlético Paranaense encerrou o jejum de vitória e saiu na frente no duelo diante do Peñarol, pela Copa Sul-americana, ao bater os uruguaios por 2 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba. Com o resultado, os brasileiros terão a vantagem de poder até perder por um gol de diferença e garantir a vaga para a próxima fase.
O placar foi aberto apenas no segundo tempo, quando o Rubro-Negro já tinha um jogador a menos. Aos 14 minutos, Marcelo Cirino aproveitou lambança do goleiro Dawson e, com o gol vazio, tocou para o fundo das redes. Pablo, aos 34 minutos, fechou a contagem.
As equipes voltam a se encontram no dia 07 de agosto, no Estádio Campeón Del Siglo, em Montevidéo, no Uruguai. Quem vencer o confronto encarar o Caracas nas oitavas de final da competição. 
O jogo – O Furacão começou a partida tomando a iniciativa e, aos dois minutos, a primeira chance, com Bergson, que recebeu no meio da área e simplesmente não encontrou a bola, recuando para o goleiro. Na resposta, Canobbio cobrou falta na entrada da área e Santos foi no cantinho para espalmar e ceder escanteio. Aos oito minutos, Paulo André subiu na área para testar e o goleiro Dawson saiu para dividir e afastar.
Aos nove minutos, Formiliano derrubou Cirino na área e a arbitragem marcou a penalidade. Na cobrança, Raphael Veiga parou nas mãos do goleiro. O jogo era bem disputado na Arena. Aos 15 minutos, Paulo André pegou sobra de bola na entrada da área e soltou o pé para linda defesa de Dawson. Fernández invadiu a área atleticana, aos 22 minutos, e mandou o petardo por cima da meta.
O Rubro-Negro deixou o Peñarol equilibrar as ações e tinha mais dificuldade em chegar ao ataque e ficar com a bola nos pés. Aos 38 minutos, Freitas chutou de muito longe, fácil para Santos. Aos 42 minutos, Rosseto caminhou com a bola até próximo da área, mas o cruzamento saiu fechado, nas mãos de Dawson. Aos 45 minutos, Wanderson recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.
Para a etapa final, o Atlético retornou com o zagueiro Léo Pereira no lugar de Marcinho. Logo no primeiro minutos, Fernández resolveu sozinho, entrou pela direita e cruzou fechado para Santos deixar a meta e interceptar. Contra-ataque atleticano, aos seis minutos, com Bergson, que se precipitou e cruzou em cima da defesa uruguaia. O jogo seguia aberto, mesmo com o Furacão em desvantagem numérica.
Aos 14 minutos, Santos fez o lançamento, o goleiro Dawson deixou a área e afastou errado, entregando nos pés de Marcelo Cirino, que tocou para o gol vazio para marcar seu primeiro gol após o retorno ao clube. Na sequência, Gabriel Fernandez recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Aos 20 minutos, Renan Lodi pegou rebote e bateu cruzado, para fora, com perigo.
Com a vantagem no placar e dez para cada lado, o Furacão passou a tocar mais a bola, esperando pelos contra-ataques. Até que, aos 34 minutos, Jonathan fez a jogada pela direita e cruzou rasteiro para Pablo, que havia acabado de entrar, estufar a rede e marcar o segundo. Cirino arriscou de fora da área, aos 39 minutos, e Dawson quase engoliu um frango. Aos 45 minutos, Pablo ainda perdeu a chance e aumentar a vantagem, na frente de Dawson.
ATLÉTICO PARANAENSE-BRA 2 X 0 PEÑAROL-URU
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba (PR)
Data: 26 de julho de 2018, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Fernando Rapallini (Argentina)
Assistentes: Gabriel Chade (Argentina) e Lucas Germanotta (Argentina)
Cartões amarelos : Paulo André, Wanderson (Atlético-PR); Gabriel Fernandez e Canobbio (Peñarol)
Cartões vermelhos : Wanderson (Atlético-PR); Gabriel Fernandez (Peñarol)
Gols
ATLÉTICO-PR: Marcelo Cirino, aos 14 minutos e Pablo, aos 34 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Renan Lodi; Rosseto, Lucho González e Raphael Veiga (Bruno Guimarães); Marcelo Cirino, Bergson (Pablo) e Marcinho (Léo Pereira).
Técnico: Tiago Nunes
PEÑAROL: Kevin Dawson; González, Formiliano, Matheo e Lucas Hernandez; Pereira (Estoyanoff), Freitas (Maxi Rodríguez), Canobbio e Rojo (Cristian Rodríguez); Nuñez e Gabriel Fernández.
Técnico Diego López
Fonte: Gazeta Esportiva
Postar um comentário