Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Grêmio já prepara Matheus Henrique como herdeiro de Arthur e jovens

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS)
Primeiro Luan, depois Walace e na sequência Pedro Rocha, Arthur e Everton. O Grêmio tem promovido jovens e já sabe quem será o próximo da fila: Matheus Henrique, 20. O volante ainda precisa ter percentual adquirido ao São Caetano, mas tem status de joia a ser lançada. Ele ganhará mais espaço ainda neste ano com a saída antecipada de Arthur, mas é 2019 a temporada projetada para que o jovem mantenha a fábrica de talentos da Arena em alta.
No início do ano, o Grêmio adquiriu 15% dos direitos econômicos de Matheus e já tem acerto encaminhado para comprar outros 35%. A operação deve ocorrer em dezembro.
O São Caetano confirma que o Grêmio tem opção de compra e aguarda contato do clube gaúcho. Em Porto Alegre, o caso é tratado com tranquilidade, escorada na certeza de acerto e no recurso disponível para a aquisição. O valor estimado do investimento é de R$ 1 milhão.
Até ser do Grêmio em definitivo, Matheus Henrique ganhará experiência no dia a dia. O plano é não atropelar o desenvolvimento do jogador, elogiado pela dinâmica e pela técnica. Diferentemente de Arthur, o próximo volante da fila é mais agudo. Capaz de marcar gols.
Aos olhos da diretoria, o ambiente atual do grupo e o trabalho diário de Renato Gaúcho formam o cenário perfeito para Matheus despontar. O jogador passou pelo Grêmio em 2013, foi para o São Caetano e voltou a Porto Alegre no ano passado. Nesta temporada, já foi promovido.
"Se o Renato me subiu, viu algo. Tenho meus méritos", disse o jogador. "Ser comparado ao Arthur é gratificante, mas eu sou o Matheus. Ele conquistou muito aqui e venho para escrever a minha história como Matheus Henrique não como o novo Arthur", completou.
Desde 2015, o Grêmio tem se voltado para a base e trabalhado forte na formação de jovens. A transferência de jogadores subiu percentualmente no orçamento e tem ajudado o clube a equilibrar as contas. Em meio ao processo, acabou o jejum de títulos e já vieram quatro taças.
Luan e Everton ainda são remanescentes da primeira leva de jovens. Walace veio pouco depois. Mais recentemente apareceram Pedro Rocha e Arthur. Deste quinteto, apenas os dois primeiros ainda não foram negociados.
Postar um comentário