Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sábado, 18 de agosto de 2018

Atlético-MG remonta elenco e se desfaz de 57% dos reforços do início do ano

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Erik está a caminho do Fluminense e é mais um a deixar o Galo
THIAGO FERNANDES
BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS)
O planejamento feito pelo Atlético-MG no início de 2018 foi totalmente alterado nesta janela de transferências. Somente três dos sete atletas contratados antes do início do Campeonato Mineiro seguem no clube.
A saída de Erik, perto de acordo com o Botafogo, faz com que o Atlético-MG perdesse mais um dos contratados no início da temporada. Fora dos planos de Thiago Larghi, o atacante terá o empréstimo repassado aos cariocas.
Outros três jogadores contratado no início do ano fizeram o mesmo caminho do atleta que pertence ao Palmeiras.
Samuel Xavier deixou o clube em maio para defender as cores do Ceará. Titular no início do ano, o lateral direito perdeu espaço na equipe e foi emprestado novamente. Ele pertence ao Sport. Na passagem relâmpago por Belo Horizonte, ele fez apenas oito jogos, todos na condição de titular. Contudo, não agradou à comissão técnica.
Arouca é outro jogador que deixou o clube sem agradar. O volante foi o primeiro reforço da gestão de Sérgio Sette Câmara. Contratado em dezembro de 2017, fez apenas 12 jogos com as cores do Atlético, nove como titular e três na condição de reserva. O último compromisso pelos mineiros foi em abril passado, no empate contra o Ferroviário. Em 3 de julho, acertou a mudança para o Vitória, em negócio que envolveu a chegada de José Welison à Cidade do Galo.
RÓGER GUEDES
O único a sair sem decepcionar a diretoria foi Róger Guedes. O atacante de 21 anos estava no Atlético por empréstimo do Palmeiras e acertou a mudança para o Shandong Luneng, da China, no início de julho.
Após um início ruim, o camisa 23 se recuperou e deixou o clube como o artilheiro do Campeonato Brasileiro. Ele fez nove gols em 12 partidas disputadas no torneio. Mesmo fora do elenco, ele é o vice-artilheiro do Atlético no ano com sobras. São 13 gols assinalados ao todo, contra cinco de Elias e Cazares, que ocupam a terceira posição. A sua venda rendeu 2,5 milhões de euros (R$ 11,3 mi à época) ao time mineiro.
Apenas três reforços do início do ano permanecem no clube. Ricardo Oliveira é titular absoluto da equipe -participou de 38 dos 44 jogos disputados no ano. Ele ainda ocupa o posto de artilheiro, com 18 gols assinalados.
Tomás Andrade está na Cidade do Galo por empréstimo até o fim de 2018. O argentino tem os direitos econômicos avaliados em 3,75 milhões de euros (R$ 16,5 mi). No período em que está na Atlético, agrada à diretoria e tem a aquisição estudada. Ele participou de 23 jogos do time na temporada.
Iago Maidana chegou em definitivo. O zagueiro de 22 anos pertencia ao São Paulo e ficou um período afastado por ter utilizado uma substância considerada doping. Após a Copa do Mundo, teve chance de jogar e se tornou titular ao lado de Leonardo Silva.
Postar um comentário