Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

São Paulo perde nos pênaltis e está eliminado da Sul-Americana

O Colón enterrou mais um gigante em seu Cemitério de Elefantes, apelido do Estádio General Estanislao Lopez, em Santa Fe, onde até o Santos de Pelé já foi derrotado.
O São Paulo venceu por 1 a 0 no tempo normal, gol de Liziero, mas perdeu por 5 a 3 nos pênaltis e deu adeus à Copa Sul-Americana. Os argentinos vão encarar o Junior Barranquilla (COL) nas oitavas.
Todos os pênaltis da série foram muito bem batidos, exceto o de Bruno Alves, defendido por Burián no meio do gol. Alan Ruiz, Estigarribia, Correa, Fritzler e Ruiz marcaram para o Colón, enquanto Nenê, Reinaldo e Hudson converteram os do São Paulo.
Apesar de valorizar a Sul-Americana no discurso, Aguirre escalou o São Paulo com seis reservas: Jean, Araruna, Bruno Alves, Liziero, Lucas Fernandes e Gonzalo Carneiro. Descanso para Sidão, Bruno Peres, Arboleda, Jucilei, Everton e Diego Souza – este último nem viajou.
O São Paulo se apoderou da bola desde o início do jogo (65% a 35% no primeiro tempo), mas não soube o que fazer com ela diante do congestionamento de defensores argentinos à frente da área.
A única chance clara da etapa inicial veio na bola parada: Nenê, o melhor do time, cobrou uma falta com a sua já famosa “chapada” e acertou o travessão.
O São Paulo voltou para o segundo tempo com Everton e Bruno Peres nos lugares de Lucas Fernandes e Araruna. Tréllez, o talismã, entrou depois na vaga do esforçado Carneiro. É verdade que Bruno Alves evitou um gol de Heredia e Jean fez grande defesa em chute de Escobar, mas o Tricolor passou a ser mais perigoso. 
Quando Godoy salvou o chute por cobertura de Everton em cima da linha, o gol era questão de tempo... E saiu aos 26, no tirambaço que o ótimo Liziero disparou de longe.
O time aparentava ter forças para buscar o segundo gol, mas ficou praticamente com um a menos nos dez minutos finais devido às câimbras de Liziero. Se Estigarribia fosse um ator um pouco melhor, o árbitro talvez tivesse marcado pênalti de Jean sobre ele nos acréscimos.
Agora é Brasileirão
O São Paulo volta a defender a liderança no domingo, às 19h, contra a Chapecoense, no Morumbi que promete estar lotado mais uma vez.

Fonte: Lance
Postar um comentário