Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Sport aproveita gol mal anulado do Paraná e volta a vencer após três meses

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)
O Sport não sabia o que era comemorar uma vitória no Campeonato Brasileiro há três meses. Mas o jejum enfim foi encerrado neste domingo (2), na Ilha do Retiro. Em duelo válido pela 23ª rodada, o time pernambucano contou com um gol de Gabriel -e um tento mal anulado do Paraná- para vencer a partida por 1 a 0.
Com o resultado, o Sport -que balançou as redes depois de três rodadas em branco- volta a vencer após 11 jogos e chega aos 23 pontos, assumindo o 17º lugar, ainda na zona de rebaixamento. Já o Paraná alcança oito partidas sem triunfo no Brasileirão e segue isolado na lanterna, com 15 pontos.
O Sport volta a campo já na quarta-feira (5), quando visita o Bahia na Arena Fonte Nova, às 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, mas às 21h, o Paraná recebe a Chapecoense na Vila Capanema. Os jogos são válidos pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O primeiro gol do Sport com Eduardo Baptista de volta no comando não demorou para sair. Após cruzamento de Rogério da esquerda e proteção de Andrigo, a bola ficou com Gabriel, que bateu de esquerda no canto, tirando do goleiro. Festa da torcida aos 14min.
O Paraná chegou a balançar as redes aos 23min, mas teve o gol de empate anulado de forma incorreta pelo assistente. Silvinho cruzou e Grampola, em posição legal, apareceu entre a zaga do Sport e mandou de cabeça para as redes. Mas a bandeira foi levantada.
Além de ter tido um gol mal anulado, o Paraná perdeu uma de suas principais peças ainda no primeiro tempo. Jogador mais perigoso do time tricolor, Silvinho precisou deixar o campo aos 37min por causa de dores na coxa. Carlos entrou em seu lugar e, logo no primeiro lance, perdeu um gol incrível ao tentar dar um drible da vaca em Magrão e desperdiçar a jogada.
Sobrou pouca emoção no segundo tempo. O Paraná teve um gol anulado, dessa vez corretamente, marcado por Carlos, aos 6 minutos.
E no fim, coube ao veterano goleiro Magrão garantir o triunfo do Sport. Aos 42min, ele fez uma bela defesa em chute de Nadson. No rebote, Carlos chutou para fora aquela que seria a última oportunidade de gol no jogo.
Apesar da vitória, a torcida do Sport se mostrou impaciente em alguns momentos do jogo e contestou uma das mudanças feitas pelo técnico Eduardo Baptista no segundo tempo, como a saída de Gabriel para a entrada do beque Ronaldo Alves.
Não faltaram vaias vindas das arquibancadas da Ilha do Retiro. A ideia do técnico era segurar o resultado, uma vez que o Sport pouco produzia no ataque, mas não foi bem aceita pelos aficionados.
SPORT
Magrão; Cláudio Winck, Ernando, Durval, Sander; Nonoca (Neto Moura), Fellipe Bastos; Gabriel (Ronaldo Alves), Andrigo, Rogério (Marlone); Hernane Brocador. T.: Eduardo Baptista
PARANÁ
Richard; Júnior, Renê, Cleber Reis, Igor; Johnny Lucas (Wesley Dias), Alex Santana (Rodolfo), Nadson, Caio Henrique e Silvinho (Carlos); Grampola. T.: Claudinei Oliveira
Estádio: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Juiz: Emerson de Almeida (MG)
Cartões amarelos: Magrão, Claudio Wink, Fellipe Bastos (Sport); Júnior, Johnny Lucas (Paraná)
Gol: Gabriel, aos 14min do primeiro tempo
Postar um comentário